Os Imortais
Okina conseguiu destruir Sunagakure, tornando o vilarejo um só com as suas origens, as areias profundas do deserto. O mesmo aconteceu em Kirigakure no Sato, onde a entidade afundou a vila no oceano que o cercava. Porém, ao tentar acabar com Konoha, a inimiga da humanidade falhou sendo impedida pelos novos salvadores do mundo. Abençoados por Hagoromo, os ninjas Mako e Mordred conseguiram selar a adversária criando uma segunda lua pairando sobre o planeta. Passadas algumas semanas, uma seita antiga se reuniu procurando o local onde poderiam ressuscitar Jashin, um deus antigo. Liderados por uma mulher capaz de ouvir a voz do deus, os seguidores subiram a Cordilheira dos Deuses e encontraram uma rocha cheia de selamentos frágeis e acabaram assim liberando um novo inimigo que se diz ter muitos nomes: Kami-sama, Jashin-sama e Shaka-sama. A nova divindade absorveu os poderes da lua onde Okina foi selada e transformou-se totalmente, porém, uma quantidade estranha de chakra vazou e espalhou-se no planeta inteiro.O novo inimigo da humanidade marcou três vilarejos: Konoha, Iwa e Kumo. Mas quais são seus verdadeiros planos? E quem é a pessoa que despertou depois de muitos anos?
.
.
.
.
.
Últimos assuntos
» [ Bolão - 18/06 ] Vem Hexa!
Hoje à(s) 22:54 por Asuka Kudou

» [ Bolão - 19/06 ] Vem Hexa!
Hoje à(s) 22:53 por Victor151

» [ Bolão - 23/06 ] Vem Hexa!
Hoje à(s) 22:53 por Olsen

» [TREINO] 戦う Tatakau
Hoje à(s) 22:52 por Hipátia

» 1) Solicitações de Roleplay (Plotting)
Hoje à(s) 22:51 por gamabuga

» [Fillers] Omoi
Hoje à(s) 22:51 por DelRey

» [ Bolão - 22/06 ] O Hexa é real!
Hoje à(s) 22:51 por Olsen

» 3) Solicitações de Avaliação
Hoje à(s) 22:51 por DelRey

» [Ficha] Rendri (em construção)
Hoje à(s) 22:49 por Rendri

» [ Bolão - 21/06 ] Vem Hexa!
Hoje à(s) 22:48 por Olsen


Convidado


17/6/2018, 22:55
Mensagens: 0
Geral
RPG
Ficha de personagem
Rank:
Perso:
HP:
CK:
ST:

Notificações
Não há notificações
Resetar as notificações

<

[RP - CRO] - Rastros de Sangue

Página 3 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[RP - CRO] - Rastros de Sangue - em 16/1/2018, 16:44

Relembrando a primeira mensagem :










- Rastros de Sangue -

   Era manhã no Vilarejo. Os picos e planaltos de pedra se recheavam de gente apressada. Comerciantes abrindo suas respectivas propriedades, famílias levando seus filhos à academia. E, principalmente, ninjas novatos correndo, de peito estufado, indo cumprir com as ordens que lhes foram dadas.
   Talvez para muitos a vida de um Shinobi fosse algo honroso, e que as missões e tarefas concedidas pelo Tsuchikage fossem a prova de tal honraria. Não para Malick Ryotenbin, agora mais conhecido apenas pelo sútil termo "Mr.": um devoto de Jashin, possui agora em sua mente, mesmo que pequeno, o desejo pela matança e pelo sangue.
   Entretanto, como um Tokubetsu, ainda tinha obrigações, mesmo que monótonas e pequenas em comparação com os ritos de adoração ao deus. Neste dia, logo pela manhã, Mr. encaminhava-se ao prédio da Tsuchikage. Pela maneira como foi abordado na tarde anterior, parecia ser um assunto urgente.
Considerações:
KOE VIADO kk mlk tu é dos meus. qualquer jashin eh dos meus. bom gosto p kct p boneco. bom como ja disse sou um narrador novato, qualquer feedback eu agradeceria x) tirando isso espero que se divirta humildemente.
post 01/45~∞
 
avatar
Nukenin B
Nukenin B











- Southern Cross -
   Torue assentiu. "Isso está ficando... cada vez pior." - Levantou-se. Era nítido em seu rosto um sutil tom de preocupação... a origem, porém, era difícil de distinguir. Havia muitas coisas com as quais podia se preocupar nesse momento. "Eu acabei de lembrar de uma coisa..." - Após massagear sua nuca mais uma vez, depois de uma pontada de dor, prosseguiu. "A Vila Oculta das Fontes termais... foi o primeiro local aonde essa organização apareceu." - Suas palavras saíam pesadas, como se isso trouxesse lembranças a ele... lembranças as quais não quisesse se lembrar. "E, agora, parece que será o último."
   Começou a andar pela grama, indo em direção à floresta densa. Antes de adentrá-la por completo, acabou dando uma pequena pausa para contemplar o céu. Agora de noite, e longe da civilização, as estrelas podiam ser vistas com clareza. O horizonte se tornava uma verdadeira obra de arte, com tons rosa, azuis e brancos. Mesmo assim, o clima não deixava de exalar certa melancolia e tensão. "Vamos..."
   Prosseguiram uma larga porção da mata, até chegarem próximos à fronteira com a Grama. Em uma pequena estalagem, numa vila pequena, acabaram encontrando um quarto para passarem o resto da noite. Havia duas camas, ambas separadas por uma pequena janela, de frente para um pequeno campo de plantações. Era um ambiente calmo, aonde a leve brisa típica do país invadia o cômodo pela vidraça. Enquanto Torue deitava olhando para o teto, fazendo um travesseiro com os braços, você pôde finalmente ter tempo para pensar em tudo o que ocorreu até então.
   De certa forma foi uma grande trilha. Invadiram uma aldeia, capturaram um inimigo e jogaram luz nas intenções da organização. Já se passaram praticamente duas semanas e, mesmo assim, ainda não conseguia ler ou entender o que se passava dentro da cabeça daquele homem à sua frente. Pensando bem, desde que começaram a missão, ele quase nunca se abriu para você. Tudo o que deixava eram pequenas dicas e pistas do que realmente rondava o seu passado. Talvez fosse exagero... na verdade. A lua já estava alta no céu, e no dia seguinte talvez uma das missões mais perigosas de sua vida o esperava na pacata Vila Oculta das Fontes Termais.


Considerações:
último post antes de ir pro próximo capítulo da história

post 25/40~∞
 
avatar
Nukenin B
Nukenin B








- Soneto 92.-
O Reeiventar.



Segui viagem calmo e pensativo, nao disse nenhuma palavra se quer minha vez de "lider" fora um fracasso quando dei liberdade para Miyu fugir, que droga, não conseguia tirar a garota de minha cabeça, que tipo de sentimento era aquele? Estava com uma forte dor na cabeça, colocava as mãos para leves acalmadas, não sabia o porque da dor, mas sabia que estava cansado e talvez esse fosse um dos motivos. Estalei os dedos, após umas horas, finalmente chegamos a vila, utilizei meu conhecimento para encontrar um local para ficar. - Se cuide Torue - Foram minhas ultimas palavras antes de adentrar meu quarto.

Fiquei deitado a cama durante um tempo, respirava fundo enquanto pensava em coisas que estava por vir. Eramos apenas dois contra uma organização toda, nesse momento, estava sozinho ao quarto e puxei minha pequena moeda do bolso - Se cair cara eu deserto a vila da pedra e simplesmente sumo, se cair coroa eu completo a missão com Torue - E joguei a moeda, aquilo seria decisivo, eu queria mesmo era desertar mas a moeda iria decidir e quando ela caiu, bufuei de raiva e minha cabeça voltou a doer.  

Fui até o banheiro e tomei uma ducha demorada, eu nunca desobedecia a moeda, seu resultado era maior que minhas palavras e apenas menor que as palavras de Jashin, olhei pro céu e vi duas luas - Duas? - poderia ser um sinal do Deus, suspirei e retirei-me do banheiro, coloquei-me a cueca e peguei a moeda do chão que estava virada para a coroa, deitei e adormeci.



BOLSA DE ARMAS¹ (20)

Kunai: 05
Shuriken: 05
Kibaku fuuda: 4
Fuuma Shuriken: 01
Kemuridama: 03
Hikaridama: 02

BOLSA DE ARMAS² (20)

Kunai: 08
Kibaku Fuda: 05
Hyōrōgan: 02
Kemuridama: 05


Hp: 1090/1090
Ch: 1065/1065



_______________________

Ficha
avatar
Tokubetsu Jonin | Anbu
Tokubetsu Jonin | Anbu










- Southern Cross -
   Foi uma noite tranquila. Apesar de todos os pensamentos que pairavam em sua cabeça, assim que conseguiu deixar-se apagar, dormiu como uma rocha. Um feixe de luz que percorria a janela entre as camas anunciava o início de mais um dia. Ao levantar-se, viu uma grande quantidade de papéis espalhados pelas prateleiras, pela cama de Torue e pelo chão. Todas com diversas anotações, mapas e jutsus... talvez, uma terceira pessoa diria que isso era um exagero... um excedente desnecessário de preparo, mas o tom que o Anbu falou com você desde os dias passados davam-o a certeza de que aquilo era mais do que um jogo para ele. Olhado ao redor, percebeu que Torue estava sentado, de pernas cruzadas, no chão do quarto. Suas mãos jaziam nos joelhos, em um movimento que sugeria uma meditação. Abaixo de si, um selo circular, que lentamente se movia ao redor do próprio eixo. A respiração do ninja estava forte e inconstante. Pequenas gotas de suor acabavam deslizando por sua testa e caindo no seu manto. Pequenas áreas molhadas no tecido mostravam que ele estava nessa posição já há algum tempo. Seu semblante de agonia, misturado à concentração... era quase como se, com tudo isso, estivesse tentando manter o controle dentro de si mesmo.
   Porém, assim que você se levantou, ele notou sua presença. Mesmo estando em um processo de grande esforço, sua guarda não abaixara. Levantou-se, apoiando as mãos nos joelhos. O selo lentamente se desfazia. Ele encarou-o, como colocando de volta os óculos. Com um pigarro, ajeitou o cabelo e enxugou o suor com uma pequena toalha que havia reservado ao seu lado. "....." - Surpreendeu-se com a escala em que a toalha se molhou... talvez não esperasse que isso fosse tão custoso. Fechou os olhos, guardando-a. Aproximou-se de você. Mesmo com o sol ainda se mostrando no horizonte, já estava vestido e preparado para a missão... o que o fazia perguntar o quão cedo havia acordado, ou se sequer havia dormido.
   Colocou a mão em seu ombro. Seus olhos emitiam a sua seriedade... quanto mais chegavam perto de se encontrarem com Momoi, mais a situação parecia se tornar pesada e tensa. Com uma voz ofegante, porém séria e comprometida, disse: "Hoje..." - Pausou sua fala por alguns segundos. "Precisamos... terminar isso hoje." - Finalizou. Não era como uma ordem... ou uma orientação de equipe. Aquelas palavras foram sinceras, íntimas. Talvez fosse a primeira vez que ouviu palavras tão profundas vindas dele. Foi como um pedido desesperado, de amigo para amigo.


Considerações:

post 26/40~∞
 
avatar
Nukenin B
Nukenin B









- Soneto 93.-

Onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou no meio deles - Livro de Jashin. 3:1



Não havia como voltar atrás, não havia como desistir. Estávamos prontos para a batalha, prontos para fazer aquilo e dar nossas vidas para completar a missão, isso era ser um ninja? Suspirei eu, meu chakra estava revigorado, dei a ultima olhada em meus equipamentos ninjas e fui para o banho a ducha foi longa meu corpo se esquentou com a agua e o ar estava diferente, havia se passado tempos desde que saímos da vila, talvez pelo estrago em Amegakure fomos até dados como morto, pois não tínhamos jutsus para mandar recados e conhecendo um pouco mais sobre Torue, sabia que ele não iria me abandonar na missão para efetuar uma entrega de meio relatório falido de como deixamos um inimigo mortal escapar. Seria vergonhoso para sua carreira ninja, não havia estratégias até então, pois dificilmente eu bolava algo concreto sem conhecer meus adversários, se eu encontrasse Miyu novamente, eu teria que matar ela e isso era uma pena, pois parecia que sentimentos tomavam conta de mim, quando se tratava daquela garota, pois o pouco que passamos juntos, fez eu notar que no fundo éramos idênticos, tirando aquela gosma nojenta e fedida que cobria seu corpo na maioria das vezes. - Espero que não esteja lá Miyu - Disse em baixa voz enquanto enxaguava o Shampoo em minha cabeça.

Através do descuido da garota conseguimos rastrear ela até seu líder, não tivemos meio de como se infiltrar em uma fortaleza, era sem duvidas do dobro do tamanho do edifício de Amegakure e não sabia se eu conseguiria ou não utilizar o poder do meu Jinton, ele gastava muito chakra e eu ficava fraco depois de usa-lo constantemente e alguns dias atrás foi utilizado diversas vezes ao ponto de meu chakra quase se esgotar. Meu cabelo estava completamente enxaguado, nada melhor que ir limpo para uma luta de porcos, ser o destaque para ninguém ver? Que tolice, não? Sequei os cabelos com calmaria, não queria me estressar antes da grande luta, tínhamos vantagem de não saber que estávamos indo, achava eu.

Após me vestir e pegar todos equipamentos básicos de Ninja. Utilizei minha agilidade e adentrei ao quarto de Torue, fiquei quieto, pois o mesmo estava concentrado em algo até o momento que levantei, mas ele ja havia acabado. Um dialogo rápido fora feito, realmente, não havia como voltar atrás pisoteei forte o chão e estalei o pescoço - Quando sairmos por essa porta, estaremos pronto para morrer -  Caminhamos e em alguns minutos chegamos a entrada da vila. - Ficamos juntos ou nos separamos? São muitos. -





BOLSA DE ARMAS¹ (20)

Kunai: 05
Shuriken: 05
Kibaku fuuda: 4
Fuuma Shuriken: 01
Kemuridama: 03
Hikaridama: 02

BOLSA DE ARMAS² (20)

Kunai: 08
Kibaku Fuda: 05
Hyōrōgan: 02
Kemuridama: 05


Hp: 1090/1090
Ch: 1565/1565



_______________________

Ficha
avatar
Tokubetsu Jonin | Anbu
Tokubetsu Jonin | Anbu










- Revelações -
   Vocês seguiram pelo País da Grama. Foi uma longa corrida por entre as árvores, que, para o alívio de vocês, era abundante no local. A velocidade de vocês era rápida. Algo de se esperar para ninjas de tão alto nível. Logo, percorreram a fronteira com o País do Fogo e, após algumas horas, chegaram até o País das Fontes Termais.
   O sol logo se mostrava de novo no céu, à medida que as folhas que o encobriam se tornavam cada vez menos frequentes. Assim que cruzavam a fronteira, se deparavam com uma repentina mudança de biomas. Agora, diversos planaltos invadiam o lugar. Desde que saiu da Vila da Pedra, esse foi um dos terrenos mais irregulares que já encontrou. Correram por entre os rochedos e pedreiras, até que chegaram até uma escada. Ao olhar para cima, via o horizonte tomando conta, enquanto os degraus ficavam cada vez mais estreitos, por causa da distância. Era praticamente uma escalada de montanha.
   "Ficamos juntos ou nos separamos?" - Indagou o menino. Torue, enquanto subia os degraus em um ritmo acelerado, respondeu, seco, sem sequer desviar o olhar do topo do planalto. "Eu já tenho uma ideia de onde eles estão..." - A subida era longa... com o tempo, as escassas árvores que apareciam de vez enquanto no solo se tornavam pequenas... e então pequeníssimas. Estavam tão alto que até as nuvens pareciam alcançáveis agora.
   Enfim, pararam no topo da escadaria. Foram recebidos por um enorme portão oriental vermelho, com telhas curvadas fazendo um formato de arquitetura típico do lugar. Em seu centro, uma placa com alguns kanjis indicava que este era o Vilarejo Oculto das Fontes Termais. Torue começou a andar. "Este... foi o lugar aonde eu nasci." - Continuou, enquanto caminhava em um ritmo constante. Pela maneira em que se movimentava, parecia saber exatamente para onde estava indo. "O objetivo de Momoi... só pode ser uma coisa."
   A vila estava vazia. Além de ser um local isolado em um país engolido pela enormidade do País do Fogo, desde que os escândalos de mortes e desaparecimentos começaram a rondar pelo lugar, o turismo de suas famosas fontes termais acabaram atraindo cada vez menos público. O máximo que conseguia ver eram pequenas e raras lojas abertas, sem esperanças de venda... alguns até mesmo fechavam os estabelecimentos cedo, voltando para as suas casas com um olhar molhado e cabisbaixo.
   O vento lentamente aumentava a sua velocidade. Seus cabelos voavam junto ao agudo gemido produzido por eles, tanto, que tinha que ajeitá-los para fora de seus olhos de tempos em tempos. A alguns metros do portão, chegaram, enfim, em uma grande construção vermelha. Os típicos telhados de telhas curvadas marcavam os três andares organizados com uma pirâmide. Com janelas verdes circulares ornamentadas com padrões em espiral, recebia-os com um grande portão em arco, com esculturas de madeira de deuses e entidades de alguma religião local. Nas arestas da estrutura do prédio, algumas estátuas se esticavam para fora, talvez, representando batalhas e lendas urbanas contadas para as pessoas. Porém, alguma coisa chamou sua atenção: por trás do sol, tornando-se quase uma silhueta, uma pessoa estava agachada encima de uma das estátuas que ornamentavam a casa... Foi um pouco difícil de vislumbrá-la, mas assim que pôde ter o mínimo detalhe de seu rosto, a reconheceu na hora: Miyu.
   Alguns segundos de silêncio. Assim que a menina percebeu que vocês a viram, uma pequena risada era expelida: "Hi... hihi... hi..." - Com o tempo, se tornava mais alta e descontrolada. Mesmo parecendo forçada, era uma risada completamente genuína. "Que prazer ver vocês de novo..." - Aquilo não fazia o menor sentido... não havia como predizerem o lugar aonde vocês estariam. Era quase como se os seus planos estivessem sempre no conhecimento deles.
   Por trás da menina, um homem surgiu. Usava um grosso manto preto, com um capuz abaixado. Sua postura era ereta e confiante... e, em sua cabeça, um fino pano branco contornada cada parte dela, tornando o seu rosto e cranio inteiros em apenas um formato branco, sem vida e sem traços. Com sua mãos direita, também coberta por uma luva branca, afagava a cabeça de Miyu, que respondia corando. Torue apenas murmurava com esse evento: "...Momoi."
   "Eu sabia que o conhecia de algum lugar... desde aquele momento... naquela noite." - Disse a menina. Sua voz parecia muito mais energizada na presença do líder. Com uma pontada de dor, Torue tropeçava, apoiando-se nos joelhos. Enquanto levantava-se, a menina dava mais uma risada: "Seu tempo está acabando... irmãozinho." - Disse, seca, nos braços de Momoi. Torue tentou falar mais alguma coisa, mas a dor simplesmente o impedia de raciocinar direito.  "Tic. Tac. Tic. Tac." - Ela zombava dele, enquanto sofria. 
   Enquanto passava a mão sobre cada centímetro do rosto da menina, carinhosamente trazendo-a para perto de si, o homem indagou: "Por que vocês profanaram o imaculado corpo da minha linda Miyu?" - Sua voz era fria e vazia... junto à sua máscara branca, era praticamente impossível saber o que sentia enquanto falava. Torue parecia estar agoniado, mas não conseguia reagir do jeito que estava. "Por que vocês simplesmente não se rendem à luz? Por que vocês se negam tanto a um mundo novo... e perfeito?" - Puxou a cabeça da menina, envolvendo-a com o seu braço. Ela não conseguia parar de olhar para cima, em direção ao seu rosto inexistente, com uma feição de puro afeto e admiração. "Apenas aceitem o destino... e se tornem meus filhos também." - Torue, em meio às dores, conseguiu juntar forças para apenas uma frase, friamente selecionada: "Vai se foder."



Considerações:
mais um gif da miyu pq eu simplesmente adoro a aparência desse boneco



post 27/40~∞
 
avatar
Nukenin B
Nukenin B







- Soneto 100.-

O homem que queria ser rei.






"Sabe, eu tenho... Tenho estado aqui por um longo tempo. Lembro de muitas coisas... Lembro de estar no litoral, assistindo um pequeno peixe cinza atirar-se na praia e um velho irmão dizendo "não pise naquele peixe, Jashin tem grandes planos para ele", Lembro-me da torre de babel... Todos os trinta e sete pés dela, que suponho que foi algo impressionante no momento e quando caiu, despertou-se a ira divina. Mas qual é, somente esterco pode ser empilhado tão alto e não cair. Lembro-me da batalha final de Uchiha Madara vs Senju Hashirama, Naruto vs Sasuke; A queda de Konoha por Pain. "

Após minhas palavras houve-se um apagão profundo em minha mente, ela fora tomada por algum tipo de lembranças que eu não possuía e que eu tinha certeza de que não eram minhas de verdade, senti uma leve dor de cabeça e coloquei minha mão nela para massagear, era estranho, meu corpo e mente se perderam no tempo. O que ela aquilo? Estava em uma espécie de templo, Miyu estava a minha frente com um homem que ouvi ser Momoi - Eles são sua família? - Indaguei Torue que estava caído com dor, suspirei fundo - Em um minuto eu estava na entrada da vila, senti tudo se apagar  e agora acordo aqui com visões embaçadas em minha mente, você caído ao chão, fora um genjutsu? mas sou imune a ilusões - Não sabia do que se tratava aquelas visões, Momoi falava mais algumas coisas e algo em relação a luz, consegui me recompor e saber qual era meu lugar naquilo tudo, não era hora de pensar se eu tinha ou não caído em um Genjutsu, analisei meu corpo e não vi marcas de ferimento e conclui que não era uma ilusão, pois só sabia um método de anular elas, eram realmente visões de uma outra vida? exclamei. Miyu e Momoi estavam a uma distancia calculável de uns dez metros, olhei com desdém para o ser a minha frente e baixei erguendo o corpo de Torue - Miyu é sua irmão? Salve ela, eu luto contra Momoi - Falei próximo ao seu ouvido para evitar que a informação escapasse.


BOLSA DE ARMAS¹ (20)

Kunai: 05
Shuriken: 05
Kibaku fuuda: 4
Fuuma Shuriken: 01
Kemuridama: 03
Hikaridama: 02

BOLSA DE ARMAS² (20)

Kunai: 08
Kibaku Fuda: 05
Hyōrōgan: 02
Kemuridama: 05


Hp: 1090/1090
Ch: 1565/1565



_______________________

Ficha
avatar
Tokubetsu Jonin | Anbu
Tokubetsu Jonin | Anbu










- Revelações -
   A aguda risada da menina ressoava pela rua. Torue, em meio à agonia, escutou sua voz, se aproximando dele. "Miyu é sua irmã? Salve ela, eu luto contra Momoi." - Suas palavras penetraram os ouvidos dele. Por alguns instantes, pareceu ter tido um pequeno espasmo. O homem de branco, no topo do prédio, exclamou: "Torue Akabane..." - Mesmo com o seu rosto completamente coberto, pôde sentir o olhar pesado emanado por ele. "Parece que você está finalmente voltando para a luz." - Sem resposta.
   Você ergueu o seu corpo, apoiando o braço dele em seus ombros. Ele estava ofegante. Gotas de suor caiam lentamente pelo seu rosto. Seus óculos estavam embaçados, mas estava sem forças para ajeitá-los. Momoi realizou um selo. "Acho que está finalmente na hora de traze-lo de volta." - Rapidamente, as pontadas de dor voltaram. O ninja apenas teve tempo de exclamar um penoso "NÃO!" antes que voltasse a agonizar de dentro para fora. Começou a gritar... de todas a dores e ferimentos que ele já teve que resistir, essa foi a primeira vez que o viu gemendo dessa maneira. A partir de sua têmpora, um grupo de veias começava a se dilatar, tomando seu caminho através de sua testa e, no centro, se concentrando. Em um movimento estranho, mas mesmas se deformavam ao som do sofrimento do Anbu e, finalmente, se juntavam em um formato familiar na sua cabeça... uma cruz torta.
   "Então... no fim... não houve tempo..." - Murmurou fracamente, enquanto seus olhos assumira uma coloração avermelhada. A dor cessara, o corpo de Torue se apoiava inerte em você. Silêncio... por segundos que pareciam eternos. Um pequeno barulho quebrava o clima. O barulho de um vidro quebrando, se estilhaçando. Os óculos dele caíram no chão, se desfazendo, enquanto simultaneamente o braço que se apoiava em você se liquefazia em uma lama grudenta, que se espalhava pelo seu corpo gradualmente, solidificando-se em rocha.
   Torue deu um salto para trás, refazendo o seu braço. Sua feição estava vazia, sem emoção. Parecia até mesmo que seu corpo se tornara uma casca oca, sem alma. Mais uma vez, Miyu ria nos braços do líder. "O irmãozinho voltou pra gente!" - Exclamou. Momoi abaixava o selo. Em um tom sério e derradeiro, concluiu: "O novo mundo... começa hoje." - Antes que terminasse, Torue começou a correr na direção de Ryotenbin. Seu braço se moldou em uma lâmina de pedra e, sem esboçar qualquer reação, lançou o membro em direção ao pescoço do garoto.
   Nesse curto espaço de tempo... lembranças invadiram a sua mente. Talvez, esse fosse o dia onde elas resolveram simplesmente não parar de aparecer. Na noite passada... quando pediu para que Torue o matasse se as coisas saíssem de controle, ele disse o mesmo para você. Naquele momento tranquilo, poderia não ter sido uma frase tão impactante, mas agora... talvez fosse disso que estivesse se referindo, afinal...



Considerações:
lama é rank B. Torue ta a 5m. Vel 4 e a lâmina é rank A



unico gif do torue q eu achei sem ser o antigo q n tem um tamanho descomunal


post 28/40~∞
 
avatar
Nukenin B
Nukenin B






- Soneto 101.-

Ah... Meu amigo...



O que eu temia aconteceu, o que eu tanto julguei a umas semanas atrás, aquele que chamei de fraco, discuti, dei e levei sermão dele... A Primeira pessoa que demonstrou um pouco de amizade comigo, provavelmente o único que eu podia chamar de amigo... Havia trocado de lado, no momento que ele jogou uma espécie de lama em mim e decidiu inconscientemente mudar de lado olhei ao mesmo - Ah... Meu amigo... - Suspirei fundo, consegui me recompor, sabia quem era o causador daquilo e um ódio tremendo tomou conta de minha alma obscura; A Lama teria solidificado minhas pernas e um pouco do peitoral, por bem pouco, não solidificou as mãos também. Enquanto Torue corria em minha direção, fiz alguns selos e criei nuvens negras a minha volta com diversos tipos de raios, nuvens fortes de tempestade que serviria como barreira para defender do ataque de Torue, Ranton por ter raiton em sua composição, também era o suficiente para destruir o jutsu de doton de meu amigo, utilizei os raios da técnica em direção a Momoi com a intenção de acerta-lo. Após esse momento utilizei minha velocidade máxima e tentei aparecer atrás de momoi tentando torcer o pescoço do mesmo na tentativa de quebra-lo.


Hp: 1090/1090
Ch: 1565/1515


Ranton: Raiunkūha
Rank: B
Descrição: Hiruko usa a Liberação de Tempestade para gerar um grosso anel de nuvens tempestuosas carregadas ao seu redor, criando uma proteção ofensiva e defensiva. Ele pode, então, usar essas nuvens para disparar poderosas rajadas de raios em seus inimigos, e como o perímetro é eletrificado; pode prevenir eficazmente os seus inimigos de aproximarem-se.


BOLSA DE ARMAS¹ (20)

Kunai: 05
Shuriken: 05
Kibaku fuuda: 4
Fuuma Shuriken: 01
Kemuridama: 03
Hikaridama: 02

BOLSA DE ARMAS² (20)

Kunai: 08
Kibaku Fuda: 05
Hyōrōgan: 02
Kemuridama: 05


Hp: 1090/1090
Ch: 1565/1565



_______________________

Ficha
avatar
Tokubetsu Jonin | Anbu
Tokubetsu Jonin | Anbu










- Revelações -
   A reação do garoto foi rápida. Mesmo vendo aquele com o qual passou semanas enfrentando a morte tentando matá-lo, não deixou-se abalar. Com alguns selos de mão realizados com a pouca movimentação que lhe restava, conjurou uma nuvem negra, envolta em raios. As rajadas, gradualmente, quebraram as pedras que o incapacitavam e, assim que o fizeram, também jogaram Torue um pouco para trás, que se segurou ficando a lâmina no chão, que logo despedaçou-se em migalhas. "Huhuhu... me diga, menino... como você acha que soubemos que estariam aqui, agora, se apenas vocês dois sabiam disso?" - Cruzou os braços. Mesmo com o rosto tampado, sabia que ele o encarava. "Vou te dar uma dica... não foi através de você." - Torue jazia ofegante, apoiado em um dos joelhos, no chão. Apenas pelas feições que exibia, sabia que ele estava travando uma batalha dentro da própria mente nesse exato momento.
   Aquilo, no entanto, não era tudo. O ódio agora impulsionava os movimentos de Ryotenbin. Um ódio concentrado... concentrado naquele que agora o via de cima, deleitando-se com a reviravolta que se manifestou no campo de batalha. Mais um selo, uma flecha de raios de uma velocidade absurda investiu na direção da plataforma aonde estava ele e Miyu. "...Ugh...!" - Por alguns instantes acabou se descuidando, por isso conseguiu apenas desviar no últimos segundo. Miyu sequer se importou em se afastar, seu corpo gelatinoso simplesmente se desfez e se refez após o golpe. O impacto do raio, porém, despedaçou algumas telhas nas quais os dois estavam apoiados, tornando a brecha aberta por Momoi suficiente para um ataque mortal.
   Com sua velocidade descomunal, o menino surgiu atrás do líder, que se desequilibrava. Suas mãos gradualmente começavam a envolver o seu pescoço. Por milésimos de segundo, pôde ouvir um pequeno murmúrio vindo dele... como se, realmente, não houvesse maneira de escapar daquele ataque. "Momoi-sama!" - Um grito foi desferido pela menina nos últimos momentos. Ele agarrou o braço dela, no mesmo instante em que você torceu o seu pescoço.
   Mais uma vez, aquela cena vinha à tona. A cabeça de Momoi se desfazia em uma gosma negra e, assim que soltou o braço da menina, ela voltou a se construir. Era quase como se... por uma fração de segundo, ele absorveu a Kekkei Genkai da garota. "Miyu-chan...! Me tire daqui!" - Exclamou. Essa foi a primeira vez que sentiu uma leve dissonância na sua voz, como se, por alguns instantes, tivesse deixado o nervosismo escapar. "S-sim! Momoi-sama!" - A menina conjurou mais uma vez aquele pequeno ser negro, que, agora, sugou o corpo de Momoi para dentro dele e começou a fugir pelas frestas do prédio. Miyu, por sua vez, estirou a língua para você e deixou seu corpo se desfazer em um líquido lentamente, entrando pelas pequenas rachaduras causadas pelo raio, anteriormente.
   Assim que o fizera, a fina plataforma aonde vocês três se apoiavam começava a quebrar e rachar. Assim que a mesma se desconectou do resto do prédio e o deixou em queda livre, Torue colocou as mãos no chão, fazendo enorme pilar em forma de Dragão Chinês subir na sua direção. "...Doton: Sosenryu Hashira no Jutsu!" - Pelo tom elevado em que pronunciou o jutsu, pôde perceber que o mesmo consumiu uma considerável porção de seu Chakra. 


Considerações:
momoi ta indo embora dentro do bichinho por dentro do prédio
miyu ta escapando pelas frestas tbm
torue ta te atacando. tu ta no meio do ar e pode considerar o pilar rank S vel 5 e tá 1000% brabo subindo na tua direção



unico gif do torue q eu achei sem ser o antigo q n tem um tamanho descomunal


post 29/40~∞
 
avatar
Nukenin B
Nukenin B







- Soneto 102.-

Aquele que já não pensava somente em si.



Consegui quebrar o pescoço de Momoi? Mas o mesmo se fazia em gosma preta - é só isso que vocês usam? - Momoi pedia ajuda a Miyu que o ajudava sem intenções reais de dizer não, algo cobria o corpo do mesmo e ele fugia pelas frestas do prédio, Miyu fazia algo semelhante e Torue conjurava um dragão de doton e vinha em minha direção em uma velocidade incrível. Não havia muito o que se fazer naquele momento, enquanto caia utilizei meu doton para diminuir minha gravidade corporal, minha velocidade aumentava, mas minha força diminuía. Utilizei pedras do local e cobri meu corpo com uma armadura fortificada de pedra, fazia com que minha defesa e ataque fossem aumentados bastante. Então, utilizando minha velocidade ia em direção a Torue e tentava-lhe atingir um soco fortíssimo no rosto com a intenção de acorda-lo. - Vou te bater até que se lembre seu viado do caralho -  



Iwa no Yoroi
Rank: A
Descrição: O usuário transporta o chakra terrestre através do corpo, absorvendo as propriedades da terra em torno deles para formar uma armadura profunda e transparente e só é visível quando a luz se reflete. A armadura é mostrada para poder se defender de todas as formas de trauma de força contundente. Ao mesmo tempo, aumenta a força do usuário, permitindo que eles entreguem ataques poderosos e se libertem de restrições. Como esta técnica funciona por propriedades da Terra constantemente absorvidas, não requer nenhum chakra extra depois de iniciá-lo, mas ainda precisa de uma quantidade suficiente de pedra para ser executada.

Doton: Keijūgan no Jutsu
Rank:B
Descrição: Ao contrário do seu homólogo, esta técnica reduz a gravidade do alvo, tornando-o muito mais leve. Ele é frequentemente utilizado para iluminar objectos que transporta o utilizador, mas também pode ser aplicada ao corpo do utilizador, aumentando a sua agilidade. Ao tocar em um alvo, a sua gravidade pode ser tirado, com o usuário que regulamenta o quanto é tomada. A atmosfera, juntamente com um corpo humano pode ser atenuado, a fim de tomar o vôo. Com bastante prática, uma pessoa pode controlar seu vôo através do céu com movimentos corporais específicos. No entanto, uma consequência da utilização dessa técnica em si mesmo ou outro indivíduo é uma diminuição da força física dos ataques da pessoa afetada.

Hp: 1090/1090
Ch: 1565/1365

BOLSA DE ARMAS¹ (20)

Kunai: 05
Shuriken: 05
Kibaku fuuda: 4
Fuuma Shuriken: 01
Kemuridama: 03
Hikaridama: 02

BOLSA DE ARMAS² (20)

Kunai: 08
Kibaku Fuda: 05
Hyōrōgan: 02
Kemuridama: 05



[/quote]

_______________________

Ficha
avatar
Tokubetsu Jonin | Anbu
Tokubetsu Jonin | Anbu










- Revelações -
   Ryotenbin tivera que pensar rápido, afinal, não havia muito tempo sobrando. Com um movimento das mãos, cobriu o seu corpo com uma armadura de Doton e conjurou um jutsu para diminuir sua própria gravidade. O dragão avançou em sua direção em uma velocidade inacreditável. Ao abrir sua bocarra, ouviu os estrondosos barulhos das rochas colidindo com a sua armadura. Sentiu um pouco de dor: o revestimento sobre o seu corpo foi quebrado enquanto parte dos dentes da criatura cortaram o seu corpo.
   No entanto, aparentemente, o pilar dracônico também sofrera com a colisão, pois, enquanto você terminava de cair, o viu se partindo em dois com o impacto. Mas o impensável aconteceu: aquele dragão chines de rochas, na verdade, se dividiu em dois novos, que, depois de um movimento em arco, deram meia volta e voltaram a investir contra você.
  Não havia tempo para isso... enquanto Momoi escapava junto a Miyu, Torue perdia cada vez mais controle da sua mente. Pegando um impulso, correu até a direção do Anbu, o qual estava tentando equilibrar-se no chão, como se reaprendesse a andar. Parecia até que duas pessoas controlavam um corpo só. Por isso, foi relativamente simples acertar um soco em cheio em seu rosto. Ele caiu para trás, não apenas viu um jato de sangue sando da sua boca, como também um dente inteiro. Foi arrastado pelo impacto até ser freado pelo atrito com o chão. "Vou te bater até que se lembre seu viado do caralho." - Essas palavras entraram na mente dele como uma broca escavando um túnel, fácil e dolorosamente. Ele se levantou com dificuldades, limpando o máximo que pôde do sangue que cobria metade do seu rosto. Por poucos instantes, pôde ver seus olhos voltando para a coloração normal. "...Essa é a Kekkei Genkai dele. Ele injeta o Chakra dele em tudo o que toca... e tudo o que tiver o chakra dele dentro... cai sob seu controle." - Ofegante, seus olhos lentamente voltavam para a coloração vermelha. "Eu cacei esse cara por anos... desde aquele dia." - Sorriu, de olhos fechados, enquanto sangue escorria dos cantos da sua boca, pingando no chão. "Mas o meu tempo acabou chegando ao fim." - Pausou por alguns segundos, abrindo os seus de novo, revelando aquela cor vermelha que iniciou a confusão. "Lembra do que eu disse naquela noite, não...? Está na hora de por em prática..." - Conforme sua feição voltava ao estado vazio e sem vida, teve tempo apenas de dizer uma última coisa. "Me mate..."
  Após a última sentença, Torue colocou a mão no chão, fazendo, gradualmente, uma lama grudenta se expandir pelo chão em uma área radial. Além disso, um estrondo podia ser ouvido: aqueles dois dragões já estavam próximo de atingi-lo por trás.


Considerações:
primeiro toma 140 de dano pq eu dei uma olhada no sistema e eh isso mesmo

http://www.narutorpgakatsuki.com.br/t55084-3-defesa-de-tecnicas?highlight=defesa
http://www.narutorpgakatsuki.com.br/t55389-09-custos-danos?highlight=danos

dois dragões rank S vel 5 indo até você de direções diferentes.
Tu ta a 5m do Torue e tem uma lama se expandindo radialmente a 5m por segundo.
boa sorte
tu tem 3 opções... já deve saber quais são. não precisa ter medo de escolher uma. eu consigo me adaptar pra oq tu escolher. agora, o sucesso da opção q tu escolher vai depender do que você fizer a partir de agora



unico gif do torue q eu achei sem ser o antigo q n tem um tamanho descomunal


post 30/40~∞
 
avatar
Nukenin B
Nukenin B







- Soneto 104.-

Quando a vida termina a morte levanta outra vez.



A cada filho que pede um pai quando o fardo é pesado demais, quando o amigo trai e você sente aos poucos a visão a enturvar, a esperança evanescer e você só queria uma chama pra queimar suas memórias. Só pra ver, testemunhar que nada nesse mundo há de apagar, pois somos feitos de histórias; Tudo que importa é o agora e nada mais, tudo que nós somos é apenas o que a gente faz. Minha armadura quebrada e eu recebia um dano superficial em meu corpo, porem, conseguia acertar Torue em cheio ao rosto, ele recobrou a consciência e pensei que teria conseguido traze-lo de volta, porem não foi bem assim e depois de algumas palavras ele já estava fora de controle de novo. Via a movimentação dos dragões, eram rápidos apenas se Torue comandasse. O mesmo ficou louco novamente e utilizou uma especie em todo o campo, apenas levantei voo e não me atingiu, porem não dava tempo de fazer selos para defender dos dragões e utilizei meu doton e revesti meu corpo com pedras para ativar minha armadura. Nesse mesmo momento utilizei outra armadura por baixo e meus cabelos cresceram cobrindo meu corpo e atirando diversas agulhas por todos os lados, então, dentro de todos meus jutsu fiz selos extremamente rapidos e utilizei novamente meu ranton, porem de uma forma mais poderosa que se expandia por dez metros e ia atirando raios em direção a meu amigo, após isso estava na hora de tomar minha decisão de quem salvar e quem matar, logicamente a escolha em momoi era óbvia.


- Considerações -

Após minha defesa/contra-ataque a Torue (Funcionando o ataque ou não ) irei utilizar minha velocidade e voar (sem encostar na lama) atrás de Momoi)


Ranton: Raiunkūha
Rank: B
Descrição: Hiruko usa a Liberação de Tempestade para gerar um grosso anel de nuvens tempestuosas carregadas ao seu redor, criando uma proteção ofensiva e defensiva. Ele pode, então, usar essas nuvens para disparar poderosas rajadas de raios em seus inimigos, e como o perímetro é eletrificado; pode prevenir eficazmente os seus inimigos de aproximarem-se.


Hari Jizō
Rank: B
Descrição: Esta é uma técnica onde o usuário encerra-se em um número incontável de agulhas afiadas, mas na verdade, os picos são cabelos do usuário. Chakra concede aos fios de cabelo a dureza e forma de agulhas, dotado de uma capacidade de ferir e matar a par com a de armas metálicas. Além disso, se activado em resposta a um ataque do adversário, ele pode também ser usado como um contra-ataque. O cabelo é feito duro o suficiente para que ele possa suportar golpes de certos tipos de armas, como flechas.


Iwa no Yoroi
Rank: A
Descrição: O usuário transporta o chakra terrestre através do corpo, absorvendo as propriedades da terra em torno deles para formar uma armadura profunda e transparente e só é visível quando a luz se reflete. A armadura é mostrada para poder se defender de todas as formas de trauma de força contundente. Ao mesmo tempo, aumenta a força do usuário, permitindo que eles entreguem ataques poderosos e se libertem de restrições. Como esta técnica funciona por propriedades da Terra constantemente absorvidas, não requer nenhum chakra extra depois de iniciá-lo, mas ainda precisa de uma quantidade suficiente de pedra para ser executada.


Doton: Keijūgan no Jutsu - Ja ativo.
Rank:B
Descrição: Ao contrário do seu homólogo, esta técnica reduz a gravidade do alvo, tornando-o muito mais leve. Ele é frequentemente utilizado para iluminar objectos que transporta o utilizador, mas também pode ser aplicada ao corpo do utilizador, aumentando a sua agilidade. Ao tocar em um alvo, a sua gravidade pode ser tirado, com o usuário que regulamenta o quanto é tomada. A atmosfera, juntamente com um corpo humano pode ser atenuado, a fim de tomar o vôo. Com bastante prática, uma pessoa pode controlar seu vôo através do céu com movimentos corporais específicos. No entanto, uma consequência da utilização dessa técnica em si mesmo ou outro indivíduo é uma diminuição da força física dos ataques da pessoa afetada

Hp: 1090/1090
Ch: 1565/1005

BOLSA DE ARMAS¹ (20)

Kunai: 05
Shuriken: 05
Kibaku fuuda: 4
Fuuma Shuriken: 01
Kemuridama: 03
Hikaridama: 02

BOLSA DE ARMAS² (20)

Kunai: 08
Kibaku Fuda: 05
Hyōrōgan: 02
Kemuridama: 05




_______________________

Ficha
avatar
Tokubetsu Jonin | Anbu
Tokubetsu Jonin | Anbu










- Revelações -
   A força dos dragões era implacável. O garoto em um ato desesperado se encobriu das mais resistentes armaduras que conseguiu manifestar. No entanto, o mesmo aconteceu: todas se quebraram e uma dor absurda foi sentida enquanto sua pele era massacrada pelas estátuas de pedra. Ambos os dragões colidiram um no outro... e agora, mais uma vez, aquilo acontecia. Eram quatro estátuas que avançavam na direção de Ryotenbin.
   Enquanto usava o seu poder para voar para longe dali, o menino também conjurou raios mais uma vez, que, facilmente, acertaram Torue em seu estado de conflito mental. Sua consciência se recobrou um pouco e pôde vislumbrá-lo se afastando pelos céus. Claramente era um alvo fácil para os quatro dragões enormes que voavam como mísseis na sua direção. O Anbu, no entanto, usou as últimas forças que restavam para tentar puxar os pilares de volta. Seus dentes cerravam enquanto enterrava suas mãos no chão. Os dragões aos poucos diminuíam sua velocidade. Apenas pelo esforço que o homem fazia para retardar a técnica mostrava o quão mortal ela podia ser.
   "Espera!" - Gritou. Retirou uma de suas mãos do solo e a levou até uma bolsa. Retirou um pequeno pergaminho vermelho e o jogou pelos ares. O objeto passou girando por entre os pilares que se entrelaçavam e chegou até próximo a você. "Pegue isso... e termine com tudo." - Enquanto falava essa última frase, cada palavra parecia sair com menos força e ímpeto, até que a última quase não foi audível. Seus olhos se fecharam e a cicatriz em cruz na sua testa brilhou. Provavelmente aquele foi o último suspiro de consciência própria que tivera. Os dragões voltaram à velocidade máxima, porém já estavam longe do alvo.


Considerações:
proximos posts vou dar uma acelerada no plot pq so faltam 9 posts eafiahudhfudsahfiush



unico gif do torue q eu achei sem ser o antigo q n tem um tamanho descomunal


post 31/40~∞
 
avatar
Nukenin B
Nukenin B







- Soneto 104.-

Quando a vida termina a morte levanta outra vez.



Torue utilizou seu ultimo suspiro de consciência para me lançar um pergaminho e capturei ele ao ar. Momoi não estava muito longe e utilizei toda minha velocidade com a intenção de chegar em direção a ele, suspirei fundo, havia conseguido escapar dos golpes de Torue, mas ele havia ficado mais fraco devido a quantidade de chakra utilizado, chakra esse, que eu tinha um pouco suficiente para derrotar Momoi, estava em velocidade maxima e não tive tempo de ver o pergaminho do mesmo, Então diminui a velocidade e abri o mesmo o conteúdo daquele pergaminho era a chave para derrotar meu inimigo, mas como usar aquilo? Não sabia ainda, acelerei minha velocidade na tentativa máxima de chegar até aquele ser nojento, Torue utilizou lama para em sua volta e caso pisasse na mesma era provável que ficasse preso, Miyu teria fugido por outro lado e não sabia se iria interferir em minha batalha contra Momoi, o mesmo se demonstrou fraco e precisou dela para defender meu ataque alguns segundos em direção a Momoi e cheguei o mais próximo possível dele.


- Considerações -

Estou voando a quinze metros do chão, onde o som não se propaga suficiente para que ele me ouça.


Doton: Keijūgan no Jutsu - Ja ativo.
Rank:B
Descrição: Ao contrário do seu homólogo, esta técnica reduz a gravidade do alvo, tornando-o muito mais leve. Ele é frequentemente utilizado para iluminar objectos que transporta o utilizador, mas também pode ser aplicada ao corpo do utilizador, aumentando a sua agilidade. Ao tocar em um alvo, a sua gravidade pode ser tirado, com o usuário que regulamenta o quanto é tomada. A atmosfera, juntamente com um corpo humano pode ser atenuado, a fim de tomar o vôo. Com bastante prática, uma pessoa pode controlar seu vôo através do céu com movimentos corporais específicos. No entanto, uma consequência da utilização dessa técnica em si mesmo ou outro indivíduo é uma diminuição da força física dos ataques da pessoa afetada

Hp: 1090/1090
Ch: 1565/1005

BOLSA DE ARMAS¹ (20)

Kunai: 05
Shuriken: 05
Kibaku fuuda: 4
Fuuma Shuriken: 01
Kemuridama: 03
Hikaridama: 02

BOLSA DE ARMAS² (20)

Kunai: 08
Kibaku Fuda: 05
Hyōrōgan: 02
Kemuridama: 05




_______________________

Ficha
avatar
Tokubetsu Jonin | Anbu
Tokubetsu Jonin | Anbu










- Revelações -
   Malick conseguiu voar para longe do local. Apos alguns minutos, a visão que tinha de Torue foi substituída pelos prédios, que, aos poucos, entravam na frente dos seus olhos. Viajou por algum tempo, procurando qualquer rastro que pudesse encontrar de onde Momoi se escondeu. Ele não podia estar longe... esse pensamento martelava a sua cabeça, mas, mesmo assim, não encontrava nenhum sinal dele.
   Depois de certos minutos, acabou parando encima de uma construção. Tudo estava silencioso: até mesmo o vento cessou. Teve tempo para, finalmente, examinar aquele pergaminho. Abriu-o com cuidado. No início, pareciam apenas selos e marcas aleatórias... seus conhecimentos shinobis apontavam que se tratava de algum tipo de jutsu. Foi apenas quando decidiu infundir Chakra no rolo que os arredores foram tomados por uma fumaça branca. Dissipando-se lentamente, a silhueta que se tornava nítida por trás daquele gás era aquilo que menos esperaria.
   "Eu já disse pra não me interromper quando eu--" - Sim... aquela pequena silhueta curvada era a forma de uma toupeira. Uma toupeira conhecida, que já foi responsável por horas de irritação no dia anterior: Fentou. No seu curto pescoço, jazia uma toalha de banho e em seu rosto um par de óculos de mergulho. Ele olhou nos seus olhos com uma feição de desentendimento. "Você de novo...? Aonde tá aquele safado do Torue?" - Praguejou durante alguns segundos, até seus olhos encontrarem o pergaminho aberto no solo. "....."
   Olhou para baixo. Uma certa tristeza preencheu seu semblante... na verdade, era a primeira vez que via Fentou esboçar qualquer tipo de tristeza. Retirou os óculos de mergulho e enxugou os pequenos olhinhos com a toalha, jogando-a no chão logo em seguida. "...Bom..." - Disse, com um suspiro. "Chegamos nesse ponto, então, não é..." - Sua voz saiu fraca, como se sequer quisesse pronunciar a frase que acabou de falar. Era como se um destino distante, porém inevitável tivesse acabado de bater na porta do animal. A toupeira se sentou do outro lado do pergaminho, de frente para você. Apoiando as mãos nos joelhos, disse: "Garoto, o quanto você sabe sobre isso tudo?"

Considerações:
 


unico gif do torue q eu achei sem ser o antigo q n tem um tamanho descomunal


post 32/40~∞
 
avatar
Nukenin B
Nukenin B





- Soneto 105.-

O Pássaro e a Toupeira..


Infundi chakra ao pergaminho e Fentou surgiu, realmente, não imaginava que essa era a arma secreta de Torue para derrotar Momoi que se afastava cada vez mais de mim, Fentou, parecia estar descontente pelo fato de Torue ter caído, pois notei isso no seu olhar, ele queria parar para conversações, mas não podia perder o rastro que havia conseguido, botei a mão em Fentou distribui minha técnica a ele, o mesmo agora podia levitar e voar acompanhando minha velocidade e enquanto íamos em direção a Torue, suspirei fundo, fechei os olhos por um pequeno instante e senti a leve brisa tocar meu corpo - Pelo que entendi tem uma Garota chamada Miyu que é irmã de Torue, ambos parecem estar sendo controlados por esse tal de Momoi e cheguei a rápida conclusão de que preciso mata-lo para libertar Torue e Miyu de seu controle, apenas isso que sei, desculpe não parar para conversar é que se eu perder o rastro do Momoi, talvez nunca mais liberte Torue. Torue me deu o pergaminho, infundi chakra e apareceu você em algum momento pensei que fosse alguma técnica para derrotar Momoi, mas parece que não. - Falei em tom que Fentou pudesse ouvir, aumentei a velocidade.


- Considerações -

Bom, é isso. Utilizei chakra para passar parte da tecnica em Fentou e segui no rastro de gosma de momoi.


Doton: Keijūgan no Jutsu - Ja ativo.
Rank:B
Descrição: Ao contrário do seu homólogo, esta técnica reduz a gravidade do alvo, tornando-o muito mais leve. Ele é frequentemente utilizado para iluminar objectos que transporta o utilizador, mas também pode ser aplicada ao corpo do utilizador, aumentando a sua agilidade. Ao tocar em um alvo, a sua gravidade pode ser tirado, com o usuário que regulamenta o quanto é tomada. A atmosfera, juntamente com um corpo humano pode ser atenuado, a fim de tomar o vôo. Com bastante prática, uma pessoa pode controlar seu vôo através do céu com movimentos corporais específicos. No entanto, uma consequência da utilização dessa técnica em si mesmo ou outro indivíduo é uma diminuição da força física dos ataques da pessoa afetada

Hp: 1090/1090
Ch: 1565/1000

BOLSA DE ARMAS¹ (20)

Kunai: 05
Shuriken: 05
Kibaku fuuda: 4
Fuuma Shuriken: 01
Kemuridama: 03
Hikaridama: 02

BOLSA DE ARMAS² (20)

Kunai: 08
Kibaku Fuda: 05
Hyōrōgan: 02
Kemuridama: 05




_______________________

Ficha
avatar
Tokubetsu Jonin | Anbu
Tokubetsu Jonin | Anbu










- Revelações -
   Fentou recebia o toque de Malick e logo começava a voar. Se desesperou por alguns instantes, se sacudindo no lugar. Parecia ter um medo latente de altura. "...Eh..." - Pigarreou, tentando retomar a sua compostura. "S-seu idiota! Como você acha que vamos encontrar aquele homem quando ele tem a Miyu ao seu lado? Com ela, seu corpo é praticamente líquido..." - Falava, tentando assumir a sua voz confiante de novo. Falhando, no entanto, por causa da vista que tinha abaixo de si. "Bom... Eu tô vendo que você já tem uma boa ideia do que tá acontecendo..." - Pausou. "Momoi é um maluco que apareceu na vida do meu parceiro há alguns anos atrás... foi quando o incidente aconteceu." - Contemplava o horizonte entre as palavras, que era claro devido à planície que predominava por trás dos planaltos.
   "Torue... Akabane... Miyu... Akabane... esse é o nome de uma família que já foi grande nesse vilarejo. Eram ninjas que cresciam e prosperavam aqui mesmo. Em troca de uma taxa, protegiam a vila da quaisquer vândalos que tentassem destruir os patrimônios do povo." - Silêncio. Mesmo tendo passado algum tempo desde que chegaram no lugar, ainda não conseguia avistar quase nenhuma pessoa percorrendo as ruas. "Um dia, porém, Momoi chegou no vilarejo. Começou a causar confusões com um pretexto de criar um novo mundo, construir uma nova raça... uma raça perfeita. Torue tentou pará-lo, junto aos outros membros da família... mas ele acabou assassinando todos. Tirando Torue, que escapou, ele apenas poupou a vida de uma pessoa... Miyu." - Parou por alguns instantes. Não parecia confortável falando sobre isso. "Ele fez isso porque estava atrás de uma coisa, apenas... o Tesouro dos Akabane. Torue nunca me contou sobre seu conteúdo, mas Momoi sabe sobre ele... de alguma forma. É uma das coisas que almeja para atingir seu objetivo." - Olhou para você, sério. "No entanto... isso não é algo tão fácil de se conseguir." - Voltou a olhar para frente. "É necessária uma chave... só os principais membros da família sabem aonde ela está." - Cruzou os braços. Parecia gradualmente se sentir mais confortável com o fato de estar voando. "Torue sabia... por isso, apagou todas as memórias que tinha sobre a família, antes que caísse por completo no controle de Momoi. Durante todo esse tempo, ele tentou descobrir o paradeiro dele para impedi-lo de conseguir essa informação de Miyu. No fim... como sempre..." - No meio da melancolia, deu um pequeno sorriso. "O plano daquele bastardo deu certo..." - Mostrou-o o pergaminho que usou para invocá-lo. "Quando Torue apagou as próprias memórias... ele também injetou uma dentro de si mesmo, que agiria junto ao selo que Momoi colocou nele. O fez pensar que esse pergaminho era algum tipo de armadilha, para prender quem o abrisse." - Continuou. "Na verdade, esse pergaminho é um selo que pode me invocar mesmo que não haja contrato." - Começou a rir, como se estivesse caçoando de Momoi. Começou a tirar a sua pequena camisa, revelando o seu pelo marrom e, no centro da sua barriga, um selo negro circular. "E Torue selou dentro de mim a localização da chave. HA!" - Colocando a mão na própria barriga, você a percebeu entrar dentro do animal como se a mesma fosse líquida. Dela, ele retirou um pequeno manuscrito, que jogou para você, voltando a ficar sério. "Eu nunca li o conteúdo desse papel... o que quer que esteja aí dentro... é o local aonde Momoi estará indo."

Considerações:
 
eu sou um lixo escrevendo dialogo entao provavelmente isso dai ficou mt confuso...
cola no discord aí
nois



unico gif do torue q eu achei sem ser o antigo q n tem um tamanho descomunal


post 32/40~∞
 
avatar
Nukenin B
Nukenin B





- Soneto 105.-

A Sombra que guia a verdade.


Fentou começava a falar e não terminava mais, ainda continuava no rastro de Momoi apesar de perder um pouco devido a conversa, conseguia enxergar pistas de onde ele estava indo, enquanto após fentou terminar de falar, mantive o foco na trilha deixada pela gosma e falava para o mesmo - Apesar de acabar com um certo sentimento por Miyu, irei mata-la caso esteja com Momoi, apesar de ver claramente que após ela infundir sua Kekkei Genkai nele, ambos sairam por lados diferentes, veja lá embaixo a trilha de "pulos" deixada por Momoi, existe apenas uma e não duas. Caso Miyu esteja com ele e defenda-o, irei sim ataca-la para matar. Não sei o que pode ter no conteúdo dessa tal caixa, mas se for algo que possa parar Momoi, acho melhor voce ir atras que depois lhe invoco, tenho que continuar no rastro para não pede-lo de vista. - Esperei que Fentou aceitasse o acordo, não havia mais tempo e contudo acelerei a velocidade recobrando um pouco o rastro que havia perdido - Então, qual a sua decisão? Eu tenho meios de Matar ambos do jeito dificil, não fui escolhido para essa missão atoa, Torue de certa forma sabia o que estava fazendo -




Doton: Keijūgan no Jutsu - Ja ativo.
Rank:B
Descrição: Ao contrário do seu homólogo, esta técnica reduz a gravidade do alvo, tornando-o muito mais leve. Ele é frequentemente utilizado para iluminar objectos que transporta o utilizador, mas também pode ser aplicada ao corpo do utilizador, aumentando a sua agilidade. Ao tocar em um alvo, a sua gravidade pode ser tirado, com o usuário que regulamenta o quanto é tomada. A atmosfera, juntamente com um corpo humano pode ser atenuado, a fim de tomar o vôo. Com bastante prática, uma pessoa pode controlar seu vôo através do céu com movimentos corporais específicos. No entanto, uma consequência da utilização dessa técnica em si mesmo ou outro indivíduo é uma diminuição da força física dos ataques da pessoa afetada

Hp: 1090/1090
Ch: 1565/1000

BOLSA DE ARMAS¹ (20)

Kunai: 05
Shuriken: 05
Kibaku fuuda: 4
Fuuma Shuriken: 01
Kemuridama: 03
Hikaridama: 02

BOLSA DE ARMAS² (20)

Kunai: 08
Kibaku Fuda: 05
Hyōrōgan: 02
Kemuridama: 05




_______________________

Ficha
avatar
Tokubetsu Jonin | Anbu
Tokubetsu Jonin | Anbu










- Revelações -
    A criatura cruzava os braços, bufando. "Você é teimoso... igual àquele lá." - Fechou os olhos e lançou para você o pequeno manuscrito que segurava. Apenas pela textura, pôde perceber que era um papel velho, que passou por anos e anos sem uso. Até mesmo o atrito com o vento durante a perseguição parecia danificá-lo. Você retirou lentamente o barbante que o enrolava e o papel se desdobrou.
   O local não lhe era estranho. Sentia que o conhecia... não por um sentido físico, ou por já tê-lo visitado, mas por um sentido... espiritual. O local aonde Momoi estava indo, aonde Miyu e, provavelmente, Torue também estariam, junto com a principal coisa que começou toda essa loucura... era um pequeno templo escondido na encosta do planato: um templo Jashinista.
   Talvez não tivesse ideia de como a família de Torue tinha relações com tal seita, ou como diabos o tesouro fora parar ali... mas tanto a trilha de gosma, quanto o papel apontavam para um único caminho: um desfiladeiro íngreme que acabava no nível do mar. As coisas finalmente começavam a convergir para um único ponto. O animal, mesmo com uma sutil irritação em relação a você, não pôde deixar de se sentir curioso sobre a localidade. Tentou controlar seu voo até conseguir se apoiar em seu ombro. "Ei, ei... agora me diz... o que está escrito, aí?" - Perguntou.

Considerações:
 
malz pelo post bosta... eu realmente não to me sentindo mt bem esses últimos dias.

sabia q tinha explicado mt mal no último... mas oq importa eh o seguinte. ta tudo indo pra esse templo ai, os rastros, o tesouro, tudo... entao ao ler isso tu viu q a proposta de se separarem ia acabar dando no mesmo lugar



unico gif do torue q eu achei sem ser o antigo q n tem um tamanho descomunal


post 32/40~∞
 
avatar
Nukenin B
Nukenin B





- Soneto 105.-

A Sombra que guia a verdade.



O cheiro, os símbolos e todo o lugar... Era sem duvidas lindo de se ver. sem duvida algo grande estava por vir, era diferente do outro templo da luta com Torue, eu até me sentia em casa e sentia meus pulmões vibrarem com uma alegria imensa ao ver a estátua do ser mais importante desse mundo. Me coloquei de joelhos perante a estatua e beijei seus pés em sinal de respeito -  Senhor das Colinas, Filho do mar, Rei dos mortos, Jashin Brilhante, Jashin Chlair, que rege o calor do verão, venha a mim, estenda teu manto dourado e me abençoe. Deus que ilumina os caminhos e orienta nossos passos, traga alegria e harmonia para meu coração, em teu nome lavarei meu rosto com nove raios de Sol, encontrarei a paz envolta pelo seu manto dourado, serei abençoado ao acordar e quando deitar. Durante o dia e à noite, quando chegarmos e sairmos, a luz estará na nossa frente, atrás de nós, dentro de nós e fora de nós, pois o manto dourado de Jashinkami sempre nos envolverá. Senhor da Luz, eu te louvo, te reverencio e sempre respeito o teu legado. - Abria os olhos, sentia uma energia extremamente revigorante tomar conta do meu corpo, Fentou podia não ter entendido nada, pois não sabia de minha devoção a Jashin, suspirei fundo e sequei as lágrimas em meu rosto e completamente revigorado, adentrei calmamente o templo principal, onde finalmente terminava o rastro de Momoi - Se profanares esse lugar, eu irei destroçar não apenas seu corpo, mas também a sua alma, ser impuro que rege esse universo. - Retirei uma kunai e guardei sobre minha manga.


- considerações -

Estou utilizando a redução de qualidade para aprender tecnologo.

Doton: Keijūgan no Jutsu - Ja ativo.
Rank:B
Descrição: Ao contrário do seu homólogo, esta técnica reduz a gravidade do alvo, tornando-o muito mais leve. Ele é frequentemente utilizado para iluminar objectos que transporta o utilizador, mas também pode ser aplicada ao corpo do utilizador, aumentando a sua agilidade. Ao tocar em um alvo, a sua gravidade pode ser tirado, com o usuário que regulamenta o quanto é tomada. A atmosfera, juntamente com um corpo humano pode ser atenuado, a fim de tomar o vôo. Com bastante prática, uma pessoa pode controlar seu vôo através do céu com movimentos corporais específicos. No entanto, uma consequência da utilização dessa técnica em si mesmo ou outro indivíduo é uma diminuição da força física dos ataques da pessoa afetada

Hp: 1090/1090
Ch: 1565/1000

BOLSA DE ARMAS¹ (20)

Kunai: 05
Shuriken: 05
Kibaku fuuda: 4
Fuuma Shuriken: 01
Kemuridama: 03
Hikaridama: 02

BOLSA DE ARMAS² (20)

Kunai: 08
Kibaku Fuda: 05
Hyōrōgan: 02
Kemuridama: 05




_______________________

Ficha
avatar
Tokubetsu Jonin | Anbu
Tokubetsu Jonin | Anbu










- Revelações -
    Apenas ao se aproximar daquela estrutura... já pôde sentir uma atmosfera completamente diferente. Agora abaixo daquela pequena cidade, adentrou pela escuridão numa simples, porém pesada e robusta, casa de culto. Na entrada havia ornamentos - poucos - representando diversos homens através das colunas com raios de luz esculpidos de suas cabeças. Todos executando ações distintas. Às vezes com rostos parecidos, às vezes com rostos quase idênticos. A principal semelhança entre eles era, na verdade, o ódio que podia sentir penetrando em seus olhos, mesmo sendo apenas formas cavadas na pedra. Era uma sensação estranha. Quanto mais entrava naquele túnel, mais era banhado pela escuridão, e mais aquelas formas se mesclavam umas com as outras. Era quase como se entrasse em outro mundo.
   "E-ei... não é melhor a gente seguir um pouco mais devagar...?" - Perguntou a toupeira. Sua voz tremia a cada palavra. A atmosfera era tão pesada que era praticamente impossível não sentir alguma coisa invadindo a mente e a alma, seja felicidade, ou desespero. As quinas e frestas estavam recheadas de teias de aranha e rachaduras. Musgos e pequenas plantas cresciam nos mais inusitados lugares. Tudo indicava que se tratava de um local abandonado.
   O corredor finalmente chegava ao fim, dando lugar a um salão debaixo da terra. Não fazia ideia de sua extensão, pois apenas enxergava até onde as poucas velas permitiam que visse. Via perto de pequenas esferas de luz partes de esqueletos, provavelmente de sacrifícios que um dia foram realizados nesta câmara. Poucos metros à frente pôde ver uma tabua de pedra. Deitada nela, amarrada por correntes metálicas, jazia Miyu. Ao seu lado, com uma faca banhada de escrituras estranhas, estava aquele homem de branco que vira anteriormente. "Ei... você tem certeza que esse é o único jeito? Com essas... coisas estranhas?" - Disse ele. De certa forma, já sabia que aquele homem era mais para o lado da "ciência" do que da fé. Manuseava os objetos cerimoniais como se fossem utensílios de cozinha. "Sim, Momoi-sama! É só me matar que tudo vai ser seu." - Por estar na escuridão, não havia sido notado por ninguém.

Considerações:
 
bom bora começar a luta mais braba do rp
tomara q eu faça certo dessa vez



unico gif do torue q eu achei sem ser o antigo q n tem um tamanho descomunal


post 33/40~∞
 
avatar
Nukenin B
Nukenin B





- Soneto 106.-

A Batalha final se aproxima.



Estava escuro, ouvia a voz de Momoi e Miyu, consigo percebi que estava no lugar certo e fiz um sinal para Fentou descer até o solo e adentrar ao mesmo e saísse quando ouvisse meu sinal. Devido a escuridão e eu estar flutuando, seria quase impossivel tanto para Miyu quando para Momoi conseguir ver a chegada de meu ataque, o que me deixava em vantagem naquele momento, me movi calmamente em direção a Momoi, utilizei os pilares de pedra que sustentavam o subsolo para me manter nas sombras, contudo, não havia outra alternativa, apenas acabar com Momoi, o mais rápido possível nem que para isso, eu tivesse que quebrar os laços com Miyu e Torue.

O ódio é uma faca de dois gumes, uma vez vingado você também irá para o inferno. Quando uma pessoa é amaldiçoada, dois túmulos são cavados, eu sabia que o inferno me esperava algum dia, mas nunca pensei que pudesse ser tão perto assim, pois Jashin Deus dos mortos, ainda não havia concebido minha imortalidade e eu estava arriscando minha vida para salvar Miyu... O que aquela garota tinha de tão especial? Não sabia dizer, seus olhos combinavam com os meus, olhei para a mesma amarrada pedindo para ser morte e não tinha outra escolha, eu tinha que agir. Se pelo menos eu pudesse usar meu Jinton, mas o mesmo ainda não estava pronto.

Não chovia lá fora, mas o tempo estava carregado e sombrio. Tinha o céu cor acinzentada com linhas negras e continuas para o poente, denunciando possível chuva para mais tarde. Naquela ocasião, tudo era silencioso. Estava sozinho, perdido em meus pensamentos, admirava aquela Garota que parecia comigo. Enquanto vinha para o templo, me indagava constantemente quando é que sol iria aparecer? Quando é que iria vai haver alegria em meu coração? Agira sinto meu rosto molhar, e quem me dera fosse a chuva. Meu olhar pairava a escuridão, tudo soava com tom de despedida... Assim utilizei chakra doton para cobrir meu corpo com a armadura de pedras, pois deixaria meu corpo mais resistente as possíveis explosões que poderiam vir, logo após fiz uns selos e dois clones foram criados ja com a armadura, eu tinha que proteger Miyu, nem que para isso botasse todo o templo de Jashin no chão, tambem, parecia ser o único lugar onde Momoi podia fazer o sacrificio de Miyu, se ele não existisse, ela não poderia ser morta. - Perdoe-me pai - Foram minhas ultimas palavras e dei o sinal para um dos clones que foi silenciosamente até o solo, então atirei uma kunai em direção as costas de Momoi e um dos clones foi para frente do mesmo - Quando se é filho de Jashin, nos nunca pensamos muito sobre como vamos morrer… Mas morrer para proteger alguém que se ama parece uma boa forma de partir - Então, antes que eu pudesse terminar minha frase, o clone que antes descera silenciosamente ao solo, colocava a mão sobre ele e então uma espécie de "poço" fora criado e aos poucos foi sugando o templo para dentro dele, o chakra infundido era suficiente para derrubar todo o templo e sugar tudo, nesse momento o clone que falou as palavras a Momoi deu o Sinal a fentou para o mesmo puxasse Miyu para o solo e a levasse para o mais longe possível

- Considerações -


Bom, Minha Kunai chegara a Momoi no instante que o Arijigoku for ativado, isso faz com que tudo seja feito ao mesmo tempo. Meu corpo original ainda estará oculto a escuridão. Os clones serão destruídos logo após a criação do Arijigoku que começara a sugar rapidamente todo o templo de Jashin para baixo do Solo, enquanto Suga o templo rapidamente, O clone antes de ser destruido deu a ordem a Fentou que para quando Miyu fosse sugada a mesma fosse raptada e levada para longe, caso, ela não seja sugada, fentou vai surgir e tentar levar ela de qualquer maneira. Não vou separar o chakra nos clones, pois foram destruidos e tals. É isso. Antes de criar os clones ingeri uma Hyōrōgan para recuperar chakra.



Iwa no Yoroi. Ativo.
Rank: A
Descrição: O usuário transporta o chakra terrestre através do corpo, absorvendo as propriedades da terra em torno deles para formar uma armadura profunda e transparente e só é visível quando a luz se reflete. A armadura é mostrada para poder se defender de todas as formas de trauma de força contundente. Ao mesmo tempo, aumenta a força do usuário, permitindo que eles entreguem ataques poderosos e se libertem de restrições. Como esta técnica funciona por propriedades da Terra constantemente absorvidas, não requer nenhum chakra extra depois de iniciá-lo, mas ainda precisa de uma quantidade suficiente de pedra para ser executada.

Iwa Bunshin no Jutsu
Rank: B
Descrição: Um clone que é criado de rocha, depois de ter sido expelido a partir da boca do utilizador. Ao contrário de outros clones, os gerados por este método não desaparecem quando golpeado com força suficiente, mas sim se separaram.

Doton: Arijigoku no Jutsu
Rank: A
Descrição: Esta técnica faz com que o solo e tudo sobre e em torno dele para ser sugado para o meio de um grande poço, bem como o método de um antlion usa para capturar presas. Ao ser arrastado para o centro, a vítima será então sugado subterrâneo. Existe a vítima, dependendo de quão profundo o usuário torna-os afundar, vai ser preso e / ou sufocada. A gama do poço é determinado pela quantidade de chakra é colocado na técnica. O tema antlion se encaixa com a aparência de Kagero, enfatizando sua grande mandíbula nesta forma.

[/justify]



Doton: Keijūgan no Jutsu - Ja ativo.
Rank:B
Descrição: Ao contrário do seu homólogo, esta técnica reduz a gravidade do alvo, tornando-o muito mais leve. Ele é frequentemente utilizado para iluminar objectos que transporta o utilizador, mas também pode ser aplicada ao corpo do utilizador, aumentando a sua agilidade. Ao tocar em um alvo, a sua gravidade pode ser tirado, com o usuário que regulamenta o quanto é tomada. A atmosfera, juntamente com um corpo humano pode ser atenuado, a fim de tomar o vôo. Com bastante prática, uma pessoa pode controlar seu vôo através do céu com movimentos corporais específicos. No entanto, uma consequência da utilização dessa técnica em si mesmo ou outro indivíduo é uma diminuição da força física dos ataques da pessoa afetada

Hp: 1090/1090
Ch: 1565/950

BOLSA DE ARMAS¹ (20)

Kunai: 05
Shuriken: 05
Kibaku fuuda: 4
Fuuma Shuriken: 01
Kemuridama: 03
Hikaridama: 02

BOLSA DE ARMAS² (20)

Kunai: 08
Kibaku Fuda: 05
Hyōrōgan: 01
Kemuridama: 05




_______________________

Ficha
avatar
Tokubetsu Jonin | Anbu
Tokubetsu Jonin | Anbu










- Revelações -
    Ryotenbin se esgueirou pelas sombras naquele extenso salão escuro. Havia, enfim, chegado ao derradeiro cenário... e que cenário. Seu plano agora pusera-se em prática. Enquanto atirou uma Kunai pelas costas de Momoi, um clone aterrissou à frente do inimigo e conjurou um poço negro circular, que em frações de segundos começou a sugar tudo em um vórtex. "Quando se é filho de Jashin, nos nunca pensamos muito sobre como vamos morrer… Mas morrer para proteger alguém que se ama parece uma boa forma de partir." - "O-o que?!!" - Ao mesmo tempo, Fentou, que em uma ocasião como essa já não se dava ao luxo de questionar seus planos, saltou o mais rápido possível para levar Miyu para longe dali.
   Todas essas coisas ocorreram em um intervalo de tempo inacreditavelmente curto, porém, na mente de cada um ali, parecera uma eternidade. Ryotenbin enxergara cada momento, como se tudo se passasse em câmera lenta. O vórtex sugava a tábua de pedra aonde Miyu se assentava, liberando, elo por elo, a corrente que prendia a menina. Ao mesmo tempo em que isso possibilitava sua soltura por Fentou, também retardava a velocidade em que era tirada dali, o que deu tempo suficiente para que, em um ato desesperado, Momoi tocasse com os dedos a perna da serva.
   Tudo começou a ser tomado por poeira. Viu os últimos segundos que teve visão do lugar: a Kunai passara direto pela testa do inimigo, como se a mesma fosse feita de uma gosma negra, que já não era estranha. O cenário tornou-se uma torrente de poeira e destroços. As colunas que antes sustentavam aquela frágil estrutura subterrânea agora eram esfareladas e sugadas até o buraco, enquanto os ossos espalhados pela câmara simplesmente desfaziam-se em pó.
   Você começou a sentir um tremor enorme. Era quase como um terremoto, só que vinha de todas as direções. Encima, embaixo, nos lados... a estrutura inteira começou a colapsar. Enormes grupos de rochas começavam a cair ao solo enquanto toda a arquitetura uniforme se transformava em um mar de caos. Em poucos segundos seriam esmagados pela montanha. Era o fim...

   "AAAAAAAHHHH!" - Ouviu um grito, nos últimos segundos, quando até mesmo fechara os olhos esperando a morte. O tremor lentamente começava a enfraquecer e o solo voltava a se estabilizar. Abriu os olhos. O terreno ainda estava quase totalmente coberto por poeira, mas pôde ver, a alguns metros à frente... Torue. Ajoelhado, com as mãos no chão, gradualmente trazia pilares de rochas que conseguiam sustentar a estrutura. Inúmeras gotas de suor pingavam de seu rosto enquanto sua respiração ofegante deformava o seu abdômen. De certa forma, estava sustentando um planalto inteiro. Seu Doton lentamente se fundia com as estruturas naturais da montanha. Você sabia que um esforço desses o impediria de se movimentar enquanto usasse a técnica.
   A fumaça começava a se dissipar. Viu gradualmente a obra que criou. A destruição de um templo inteiro... pela vida de uma garota. Seria algo praticamente impensável há semanas atrás... o que essa jornada havia feito com Ryotenbin... era algo muito mais profundo do que apenas aprimoramento físico, ou experiência em batalha. De alguma maneira, alguma coisa havia sido despertada dentro dele... que já não via se manifestando há muito tempo.
   Daquele chão destroçado, começou a ver alguma coisa surgir... pequenos pontos pretos se expandiam, se juntando em uma gosma homogênea que, em alguns segundos, se fundia em um corpo. Aquelas roupas brancas, com aquele rosto completamente escondido... estalou o pescoço e girou os pulsos. "...Por que... você simplesmente não morre?" - Falava, calmamente. Lentamente retirava o sobretudo que cobria o seu corpo. "Eu planejei isso... durante 10 anos..." - Silêncio. "Eu juntei crianças... por dez ANOS." - Sua voz gradualmente aumentava. "E justamente quando estou prestes a COMPLETAR ESTE PLANO, UM MERDA COMO VOCÊ INSISTE EM ME PARAR!" - Era a primeira vez que o viu perder a paciência, desde que teve o primeiro contato com ele. Sua voz parecia não parar de crescer. Ele retirou as luvas brancas que cobriam suas mãos, revelando selos circulares nas palmas. "Eu vou terminar isso pessoalmente... e garantir que no fim você vai ser só mais uma criança." - Com alguns selos de mão, um circulo de fumaça surgiu. "Kuchiyose no Jutsu." - O vento se dissipou, dando lugar a uma pequena criança, que sequer parecia chegar aos dez anos de idade. Ela, no entanto, tinha seis braços ao invés de apenas dois. "Ah...! M-Momoi-sama!" - Ela disse, alegre, com o típico tom inocente de criança. O homem a pegou pelo pescoço. "M-mo... mo...." Pôde ver lentamente uma aura azul ser sugada da jovem enquanto sua feição se tornava cada vez mais esquelética, até ser jogada no chão como um trapo vazio. Com um murmúrio, pôde ver gradualmente quatro braços adicionais surgindo no corpo do inimigo. Todos com o mesmo selo na palma da mão. "Se prepare." - Antes de terminar a fala, Momoi avançou correndo em sua direção, com uma pose um tanto estranha: os seis braços apontados para você. Talvez soubesse o que esperar dele, talvez não, mas sabia que esta seria a batalha mais difícil que já enfrentara nessa missão.
   

Considerações:
 
você ta a cinco metros do Momoi, dez do Torue. Torue ta sustentando a caverna por isso não consegue se mexer, mas tu vê q ele ainda ta naquele estado de mind control. Momoi ta com 6 braços e correndo na tua direção. Lembra do que o torue tinha dito de que o Momoi controla as pessoas depois que consegue tocar nelas.

miyu ta fora dali, junto com fentou. tu ta basicamente em um x1 com o momoi

vel 6
for 0


imagem mais próxima que eu consegui do momoi

https://i.pinimg.com/736x/2b/a0/a3/2ba0a3cf3ca4cc5451f1e3a175b48b51--bodysuit-costume-slender-man.jpg




unico gif do torue q eu achei sem ser o antigo q n tem um tamanho descomunal


post 34/40~∞
 
avatar
Nukenin B
Nukenin B






- Soneto 107.-

O Luar...

E se de tão rouca minha voz falhar, buscarei no silêncio meu conciliar e não semearei discórdia ofuscante, como sol velho em pasto verdejante. A raiva muda, o que não é sonora, vai envenenar a alma e amargar a vida, mas ao morrer é límpida e inodora, transcende a água que é cristalina. Se suspendo o grito e não me resguardo, calo-me o guardo, no embaralho da colcha de retalho. E na calmaria da mente agitada, pensamento e voz sossegam a raiva, sutilmente a raiva é que me acalma. - Você é fraco Momoi, eu estraguei seu plano de dez anos em apenas uns segundos, tirando que você não tem jutsus ou habilidades próprias, você absorve habilidades de outros seres por curto período de tempo, tudo que tenho que fazer é esperar acabar, seu pedaço de merda -  Estava flutuando e ele vinha em direção a mim em velocidade rápida, escalou o pilar rapidamente em minha direção e utilizei minha velocidade para voar ao centro do local e continuei ali parado, saquei uma kunai nas mãos -  Pobre alma perdida na escuridão, tuas ações trazem dor e sofrimento à humanidade. Tua alma vazia afoga-se nos teus pecados -  Baixei a cabeça para o lado enquanto apontava a kunai em direção a Momoi - De que forma desejas ver a morte? -  Tinha que ganhar o maior tempo possivel, Torue estava segurando o pilar, mas eu precisava de Fentou para tira-lo dali também, assim, com minha Iwa no Yoroi ativa, utilzei meu Doton e cobri meu corpo, utilizei a força ganha para abrir um buraco na lateral e sai por ela - Venha momoi, venha me enfrentar seu merda - Nesse momento começava a chover forte em toda a vila.


Doton: Domu - Ativo
Rank: B
Descrição: O usuário corre chakra através de todas as partes do seu corpo fazendo-a tornar-se visivelmente mais escuro, o que aumenta o seu poder defensivo aos seus últimos limites, fazendo a pele tão duro como diamante, facilmente capaz de suportar a maioria dos ataques com pouco ou nenhum dano. Como resultado, a quantidade de técnicas que podem romper as áreas endurecidas pela Lança Terra são perto de zero, excluindo sua inegável ponto fraco: Relâmpago lançamento ninjutsu. Além disso, o poder destrutivo dos ataques físicos é aumentada, tornando esta uma ótima técnica para todos os fins. Kakuzu usou essa técnica através do uso de sua máscara Terra-elemento. Kakuzu demonstrado a capacidade de usar esse recurso para cobrir-se parcialmente (ou seja, mão e braço inferior, e ao lado de sua cabeça) sem o uso de selos de mão, que lhe deu uma vantagem tática significativa contra emboscadas.


Iwa no Yoroi. Ativo.
Rank: A
Descrição: O usuário transporta o chakra terrestre através do corpo, absorvendo as propriedades da terra em torno deles para formar uma armadura profunda e transparente e só é visível quando a luz se reflete. A armadura é mostrada para poder se defender de todas as formas de trauma de força contundente. Ao mesmo tempo, aumenta a força do usuário, permitindo que eles entreguem ataques poderosos e se libertem de restrições. Como esta técnica funciona por propriedades da Terra constantemente absorvidas, não requer nenhum chakra extra depois de iniciá-lo, mas ainda precisa de uma quantidade suficiente de pedra para ser executada.



Doton: Keijūgan no Jutsu - Ja ativo.
Rank:B
Descrição: Ao contrário do seu homólogo, esta técnica reduz a gravidade do alvo, tornando-o muito mais leve. Ele é frequentemente utilizado para iluminar objectos que transporta o utilizador, mas também pode ser aplicada ao corpo do utilizador, aumentando a sua agilidade. Ao tocar em um alvo, a sua gravidade pode ser tirado, com o usuário que regulamenta o quanto é tomada. A atmosfera, juntamente com um corpo humano pode ser atenuado, a fim de tomar o vôo. Com bastante prática, uma pessoa pode controlar seu vôo através do céu com movimentos corporais específicos. No entanto, uma consequência da utilização dessa técnica em si mesmo ou outro indivíduo é uma diminuição da força física dos ataques da pessoa afetada

Hp: 1090/1090
Ch: 1565/900

BOLSA DE ARMAS¹ (20)

Kunai: 05
Shuriken: 05
Kibaku fuuda: 4
Fuuma Shuriken: 01
Kemuridama: 03
Hikaridama: 02

BOLSA DE ARMAS² (20)

Kunai: 08
Kibaku Fuda: 05
Hyōrōgan: 01
Kemuridama: 05




_______________________

Ficha
avatar
Tokubetsu Jonin | Anbu
Tokubetsu Jonin | Anbu










- Revelações -
   Os movimentos de Ryoenbin eram rápidos, mas os de Momoi também eram. Mesmo sem força, aquele homem parecia exalar outro tipo de presença... algo muito mais sutil e perigoso. Antes que o jovem pudesse abrir o buraco nas rochas e correr para fora da caverna, sentiu, no último segundo, um leve toque em sua pele. No rápido olhar que deu para trás, viu seu inimigo tentando alcançá-lo. Por um tris não sofreu um golpe completo, mas... aquele pequeno toque com o dedo provocou uma sensação estranha na sua mente. Como se... tudo ao redor começasse a tremer por poucos segundos, e depois parasse.
   A chuva começava a preencher a atmosfera. Momoi saía do buraco caminhando lentamente. "Venha momoi, venha me enfrentar seu merda" - Silêncio por um tempo. O homem deu uma breve risada, abafada pelo som das gotas batendo na terra. "...Você está esperando aquele rato idiota...?" - Disse, em um tom jocoso. Aquilo... não fazia o menor sentido. Como diabos ele sabia o que você estava pensando? Foi uma fala tão sincronizada que... era como se ele tivesse lido os seu pensamentos. "...heh... Deve estar confuso..." - Ergueu a mão. "Você já está dentro do meu jutsu." - Estalou os dedos. "E... bom... sobre esse animal..." - Caminhando e se revelando através dos montes, apareceu mais uma vez uma silhueta familiar.
   "Voltei...! Momoi-sama!" - Miyu andava lentamente na direção dos dois. Em sua mão, segurava Fentou, inconsciente e com sangue saindo de sua boca. "Huhuhu... No fim... parece que tudo está indo contra você, não é...?" - Terminou o homem.
   

Considerações:
 
malz pelo post bosta
geral 5m de geral



imagem mais próxima que eu consegui do momoi

https://i.pinimg.com/736x/2b/a0/a3/2ba0a3cf3ca4cc5451f1e3a175b48b51--bodysuit-costume-slender-man.jpg




unico gif do torue q eu achei sem ser o antigo q n tem um tamanho descomunal


post 35/40~∞
 
avatar
Nukenin B
Nukenin B

Conteúdo patrocinado
Conteúdo patrocinado

Página 3 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

resposta rápida

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum