Naruto RPG Akatsuki
Olá visitante, registre-se em nosso fórum e venha fazer parte desde mundo mágico de Naruto, sim, seja um Ninja! Veja no vídeo abaixo os primeiros passos para fazer parte deste mundo após o seu cadastro!

Os Imortais
Okina conseguiu destruir Sunagakure, tornando o vilarejo um só com as suas origens, as areias profundas do deserto. O mesmo aconteceu em Kirigakure no Sato, onde a entidade afundou a vila no oceano que o cercava. Porém, ao tentar acabar com Konoha, a inimiga da humanidade falhou sendo impedida pelos novos salvadores do mundo. Abençoados por Hagoromo, os ninjas Mako e Mordred conseguiram selar a adversária criando uma segunda lua pairando sobre o planeta. Passadas algumas semanas, uma seita antiga se reuniu procurando o local onde poderiam ressuscitar Jashin, um deus antigo. Liderados por uma mulher capaz de ouvir a voz do deus, os seguidores subiram a Cordilheira dos Deuses e encontraram uma rocha cheia de selamentos frágeis e acabaram assim liberando um novo inimigo que se diz ter muitos nomes: Kami-sama, Jashin-sama e Shaka-sama. A nova divindade absorveu os poderes da lua onde Okina foi selada e transformou-se totalmente, porém, uma quantidade estranha de chakra vazou e espalhou-se no planeta inteiro.O novo inimigo da humanidade marcou três vilarejos: Konoha, Iwa e Kumo. Mas quais são seus verdadeiros planos? E quem é a pessoa que despertou depois de muitos anos?
.
.
.
.
.
Últimos assuntos
» 4) Troca de Narrador
Hoje à(s) 15:32 por Rexien

» [C] - Rize
Hoje à(s) 15:20 por Rize

» [Rp - Capítulo] - Treinamento Intenso
Hoje à(s) 15:09 por Artref

» [RP - História] O Segredo Carmesim - Nanama
Hoje à(s) 15:01 por Yagami

» [ SOLO ] O Sétimo Portão
Hoje à(s) 14:44 por Atane

» [Rank C] Zeldrys
Hoje à(s) 14:38 por Yagami

» [RP - Solo] Terra Fortificada
Hoje à(s) 14:26 por Kira Hyroxi

» [Status] Kyorauku
Hoje à(s) 13:51 por DouglasCapiotti

» [Capítulo] Mudança pela dor - Accel
Hoje à(s) 13:49 por Hirukei

» Sabaku no mikoto
Hoje à(s) 13:32 por shirotsuki

Staff Online
    Carregando...

Convidado


23/4/2018, 16:04
Mensagens: 0
Geral
RPG
Ficha de personagem
Rank:
Perso:
HP:
CK:
ST:

Notificações
Não há notificações
Resetar as notificações

<

[Quest] Chuva de Origami - Annika

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[Quest] Chuva de Origami - Annika - em 29/10/2017, 14:03




NARRADOR
| Estação: Outono | Clima: 16º | Hora: 11h00 | Post: 1/10 |
Local: Campo de Treinamento de Kumo

Enredo: Parecia ser mais um dia comum em Kumo. Comerciantes se dirigiam até seus comércios, outros faziam suas viagens, os restaurantes funcionando, e a movimentação normal do dia a dia da vila. 

Com a permissão da Raikage, uma kunoichi de um vilarejo próximo vai até a casa de Annika, bate na porta, e espera ela abrir. A kunoichi era muito experiente, e após saber sobre a raridade que era Annika. Uma gennin imortal, que infelizmente não tinha o dom da fala. A kunoichi de nome, Sayo, sabia se comunicar através de linguagem de sinais, e seu nível de graduação era Jounnin, mas suas habilidades eram maiores do que o Rank que aparentava.

Então Annika abria a porta de sua casa, e Sayo se apresentava usando linguagem de sinais. "_ Olá, eu me chamo Sayo. Sou da Vila do Rio. Estou aqui com o objetivo de te dar um treinamento avançado sobre uma técnica antiga e bem rara. Essa é a recomendação da Raikage, e eu pude ver suas habilidades no seu registro ninja. Você me acompanha ?" 

Sayo dava a carta a Annika para que a jovem não duvidasse da kunoichi, e aguardava sua resposta, que caso fosse positiva, seguia com ela até o campo de treinamento.


Considerações: Oi, vou narrar sua quest aqui ^^ São 10 posts, tente socializar com a kunoichi se possível. Ela selecionou você por admirar todo seu registro. Boa quest <3

Convidado
avatar
Convidado
Convidado




Encontrada
| Estação: Inverno | Clima: 02ºC | Hora: 11h00 | Post: 1/10 |
Local: Apartamento de Annika.

Em uma manhã fria de ventania Annika acordou muito cedo com o que parecia ser uma explosão de luz dentro de seu quarto. Na noite anterior, ela não havia fechado a janela nem tampouco as cortinas antes de se deitar. Levantou-se rapidamente e fechou com um estrondo as janelas que permitiam toda a ventania dentro de seus aposentos, e com isso as persianas vermelhas logo baixaram lentamente de volta ao chão. Sonolenta, caminhou pelo apartamento pequeno e castigado pelo tempo, que quase não lhe custava gastos por mês, no melhor estilo living que pôde encontrar no centro residencial da Vila da Nuvem. Ainda com suas vestes de dormir, arrumou sua cama, fez café e cozinhou uma pequena refeição matinal no fogão elétrico.
Já havia dois dias que se sentia solitária por ali, saindo de casa apenas para repôr o que lhe era extremamente necessário em sua vida comum, e no restante do tempo preocupando-se apenas com suas orações e estudos religiosos, até que, nesta manhã, uma mulher dirigiu-se a sua porta e com batidas suaves chama atenção da kunoichi. Annika estava lendo sentada em uma das pontas do sofá vermelho, colocado bem ao centro da pequena sala vermelha. Esticando o joelho com impaciência, ela firmou o corpo e pôs-se de pé indo até a porta, detendo-se diante dela para verificar quem batia. O carteiro, imaginou ela, mas quando viu pelo olho mágico deu conta de que sequer conhecia a mulher que postava do lado de fora.
Abriu completamente a porta e fixou o olhar nos olhos da sua visita esperando que ela se identificasse de alguma maneira, e surpreendentemente ela sabia comunicar-se perfeitamente na linguagem que lhe era adequada. Sem enrolação, disse à Annika tudo que ela precisava saber, e de antemão entregou a carta que compravava a motivação da ida dela ao apartamento da menina, que devolveu o papel após ler. Tudo parecia estranhamente conveniente, mas de certa forma plausível. Gentilmente pediu a então revelada Sayo que esperasse enquanto ela vestisse seu uniforme e pegasse suas armas, mesmo que achasse que não seria necessário lidar com nenhum tipo de armamento. A Raikage tinha conhecimento de que ela não tinha nenhum tipo de predisposição a lidar com elas. No entanto, também não entendia o que levava a qualquer uma das duas — a Raikage ou a Sayo —  a irem em busca de alguém como ela para entregar conhecimentos antigos.
Preparada, Annika fez uma última oração na privacidade de seus aposentos pedindo proteção de seu patrono, levantou-se e fechou a porta do apartamente as costas de ambas. Dirigiu-se brevemente sua fala a Sayo. — Estou pronta. Você pode me dar mais detalhes dessa técnica no caminho? — Suas mãos moviam-se sem pressa, antes de darem início a caminhada rumando a área destinadas a treinamentos de Kumo.


HP: 000/000
CH: 400/000

Bolsa de Armas (20):
[05] Kunais (5)
[20] Kikaku Fuuda (5)
[02] Fuuma Shuriken (08)
[01]  Kemuridama (1)
[01] Hikaridama (1)
Considerações:
@"Akuma-Chan"



_______________________

avatar




NARRADOR
| Estação: Outono | Clima: 16º | Hora: 11h00 | Post: 1/10 |
Local: Campo de Treinamento de Kumo

Enredo: Sayo ficava admirada com o interesse da garota pela suas explicações, e não hesitava em falar sobre a habilidade que ia passar a garota.

"_ Bom, resumindo, a técnica consiste em manipular o papel como quiser. Se chama Shikigami no Mai, e é quase que desconhecida hoje em dia. É uma técnica muito antiga, e tem poucos relatos de pessoas que dominam a técnica. Somente sua imaginação é o limite de poder pra essa técnica. Mas sem enrolação, vamos começar. Toma. Use quantas folhas precisar. Quero que tente concentrar chakra na folha e transforme-o em algo que desejar. Apenas como introdução. Depois vou dar mais detalhes."

Sayo queria descobrir se Annika teria dificuldades e seria apta a aprender o Shikigami, por isso pediu de início pra garota treinar o controle sobre o papel.


Considerações: Narre o contato com Sayo, conte algo a ela se quiser, e faça o que foi pedido.

Convidado
avatar
Convidado
Convidado




PRENDADA
| Estação: Inverno | Clima: 02ºC | Hora: 11h14 | Post: 2/10 |
Local: Campo de treinamento da Vila da Nuvem.

Ambas avançaram rapidamente pelo terreno irregular que as levava ao campo de treinamento do Vilarejo. Como tantos outros locais da vila e dos arredores, tratava-se de um ambiente de elevada altitude, com vegetação específica daquelas condições.
O gramado baixo logo se revelou até onde a visão de Annika podia alcançar e por muitos hectares além, subjugando a calçada de tijolos vermelhos que outrora foram colocados ali. Seguiram caminhando, e estacionaram-se no campo aberto quando Sayo achou uma oportunidade de revelar mais informações acerca da técnica que pretendia passar a sua aluna.
Sua fala introdutória causou estramento a Annika, que pensou nas informações com cuidado tentando decifrar se o que iria aprender com a mais velha era realmente o que parecia pela descrição feita por ela. Nunca havia visto nada como origamis empregados em técnicas ninja, sendo portanto um privilégio aprender uma habilidade aparentemente tão antiga. Assim como Sayo disse a ela, perguntou-se o que poderia fazer se conseguisse criar qualquer coisa que sua imaginação mandasse através da habilidade que estava prestes a adquirir. Isso significaria servir seu patrono de maneira ainda mais dedicada, e ela ansiava por isso. Quem poderia dizer as recompensas por satisfazer mais desejos de Jashin? A idéia pairando sobre sua mente fez com que a menina se sentisse momentaneamente inebriada, e o vazio de seu espírito devastado ser preenchido por um prazer mórbido apenas de imaginar o massacre que promoveria.
Após o breve momento em que passou naquele transe, Annika desejou que sua companhia não houvesse estranhado o pequeno episódio, mesmo que na verdade não se importava de verdade; Sabia que ela conhecia sua habilidade de imortalidade e devia supor muitas coisas a seu respeito, mas ao mesmo tempo sabia bem que seria de boa conduta dizer alguma coisa a outra quando recebeu o pequeno pedaço de papel. — Como você aprendeu uma técnica tão rara? — Não pôde evitar a pergunta.
Manuseando a folha de celulose entre os dedos, Annika não imaginou que poderia ser uma dificuldade tão grande manipular a folha como sua mentora orientou-a. Primeiramente, imprimiu seu chakra sobre o pequeno papel e tinha em mente o mais óbvio sendo ela uma kunoichi: quis moldar uma shuriken através do que tinha em mãos. Na primeira tentativa, falhou causando a combustão do papel, sendo o elemento de Afinidade da garota o fogo. Deixou que ela voasse da palma de sua mão e pegou outra. Sayo parecia ter infinitas outras folhas como aquela consigo.
Passando alguns minutos na tentativa de moldar o papel da maneira que queria, ela logo obteve sucesso como já seria esperado graças a sua proficiência em ninjutsu. Manuseou o objeto criado e viu que não era perfeito, longe disso. Era ainda uma arma fina e de aparência frágil, mas era um pequeno feito para a menina.


HP: 000/000
CH: 400/400

Bolsa de Armas (20):
[05] Kunais (5)
[20] Kikaku Fuuda (5)
[02] Fuuma Shuriken (08)
[01]  Kemuridama (1)
[01] Hikaridama (1)
Considerações:
@"Akuma-Chan"



_______________________

avatar




NARRADOR
| Estação: Outono | Clima: 16º | Hora: 11h00 | Post: 1/10 |
Local: Campo de Treinamento de Kumo

Enredo: Sayo ficava admirada ao ver a força de vontade e dedicação da garota ao aprender a técnica. Em meio ao treinamento, ela indaga Sayo perguntando como ela aprendeu uma técnica tão rara. Sayo tem orgulho e animação em responder. "_ É uma história um tanto quanto antiga rs. Minha linhagem é antiga, a primeira pessoa que mostrou essa técnica foi uma ninja a muito tempo. Desde então, algumas pessoas nasceram com esse dom. Eu descobri da pior forma. Tendo que defender minha família. Foi quando descobri. Desde lá venho aprimorando cada vez mais. Não deixa de ser uma natureza. Mas pra muitos, ficou conhecida como uma técnica artística." 


Vendo a garota dominando a manipulação, de forma meio que imperfeita, ela separa um monte de folha já banhadas de chakra, de seu próprio corpo, e entrega a ela.


"_ Quero que você tente amassar essa folha usando apenas seu chakra, e faça ela levitar. Tente não focar seu chakra natural, e sim o chakra puro. Mais ou menos como fez quando dominou seu elemento. Feito isso, vamos passar pra próxima fase."


Considerações: Desculpa a demora, eu fiquei sem PC -qq vamos rusar isso ai pra terminar até terça  <3

Convidado
avatar
Convidado
Convidado




PRENDADA
| Estação: Inverno | Clima: 02ºC | Hora: 11h20 | Post: 3/10 |
Local: Campo de treinamento da Vila da Nuvem.

Passou o pequeno objeto para as mãos de Sayo, que viu assistia a Annika impressionada com a habilidade que ela demonstrara para desenvolver aquela técnica, o que era justificado graças a habilidade natural da garota em desenvolver ninjutsus. De alguma forma, ela achava que sua tutora mentia na resposta, ou escondia um poder oculto muito grande; Dificilmente poderia acreditar que alguém seria capaz de defender a própria família com Origamis. Como ela explicou, era uma habilidade muito mais artística do que qualquer outra coisa. — Você deve ser muito poderosa para defender sua família com Origami. — Fez uma pausa na movimentação das mãos e fitou o horizonte por apenas um instante antes de continuar. — Espero que me ensine.
No segmento dos fatos, Sayo retirou de seu próprio corpo um papel como o que Annika acabar de moldar, e naquele momento ela entendeu um pouco mais das dimensões que aquele Jutsu poderia assumir. De qualquer maneira, não pôde deixar de achar o que acabaram de ver muito estranho. O papel foi entregue à Annika que imediatamente sentiu que a folha estava coberta com o chakra de Sayo, que por sua vez possuía uma grande massa deste dentro de si. O valor de energia dentro da mulher poderia oprimir a mais jovem se fosse manifestado agressivamente, e era definitivamente o poder de alguém no mínimo, no nível de jounnin. Não deixou transparecer a impressão que teve a seu respeito, e ouviu atentamente às novas intruções.
Para que pudesse não queimar novamente aquela folha, ela poderia apenas concentrar energia pura e limpa no que tinha em mãos, e o conseguiu tranquilamente. Sabia bem como usar suas técnicas flamejantes, e portanto só não o fez. O papel amassou-se como se por mágica, sem que nenhuma das duas tocasse no objeto. Após isso, Annika a fez levitar a altura dos olhos de Sayo, por apenas alguns segundos.  — Está sendo muito fácil até agora, Sayo.

HP: 000/000
CH: 400/400

Bolsa de Armas (20):
[05] Kunais (5)
[20] Kikaku Fuuda (5)
[02] Fuuma Shuriken (08)
[01]  Kemuridama (1)
[01] Hikaridama (1)
Técnica utilizada:

Kanchi no Jutsu
(Técnica Sensorial)
Descrição:
A Técnica Sensorial, usada pelos shinobi do tipo sensor, permite ao usuário detectar chakra. Usando esta técnica, os sensores podem facilmente detectar e rastrear alvos. O alcance desta técnica varia entre os sensores.
Considerações:
@"Akuma-Chan"



_______________________

avatar




NARRADOR
| Estação: Outono | Clima: 16º | Hora: 11h00 | Post: 4/10 |
Local: Campo de Treinamento de Kumo

Enredo: Era bem surpreendente a velocidade em que a garota mostrava resultados. E isso de fato deixava Sayo bem animada. Ela tinha um passado triste e terrível. E isso certamente era algo que ela não contava pra ninguém. 


"_ Sabe, quando lutamos por algum ideal, até mesmo o ninja mais fraco se torna forte. Quando lutamos pra proteger alguém, sem sombra de dúvidas nos tornarmos fortes o bastante pra qualquer obstáculo." Sayo tentava de certa forma mostrar a garota qual o dever de um shinobi.


"_ O Shikigami em si é uma habilidade muito poderosa, mas por poucos conhecerem, ela parece ser bem simples. Você está indo bem, claro que a folha que te dei ja tinha chakra contido nela." Sayo controla a folha que estava com a garota e ela se junta novamente ao seu ombro. 


"_ Agora vamos tentar forçar um pouco mais. Vou te dar mais uma folha, um pouco maior, já com chakra novamente. Quero que você faça ela se juntar ao seu corpo como se fosse cobrir uma ferida. Em seguida use seu chakra para amoldar ela e deixa-la da cor da sua pele, como uma espécie de camuflagem. Não tenha pressa. Vou exigir de você dessa vez um pouco mais de perfeição, o que pelo que pude ver, você não possui dificuldade. Daqui em diante, eu teria imenso prazer em me tornar sua sensei Annika-chan. Você me lembra muito minha filha. Se aceitar, irei te contar segredos, onde tenho certeza que ninguém sabe."


Sayo criava uma feição imensa pela garota, o que tornava o seu ensino muito mais prazeroso a ela.


Considerações: Tente criar uma relação com Sayo caso queira adicionar ela a lista de conhecidos na sua ficha, como sensei ou como o que preferir. Eu gosto de uma boa trama, por isso esse amorzinho todo no post haha qualquer coisa manda mp.

Convidado
avatar
Convidado
Convidado




PRENDADA
| Estação: Inverno | Clima: 02ºC | Hora: 11h26 | Post: 4/10 |
Local: Campo de treinamento da Vila da Nuvem.

O frio do inverno começava a se manifestar com mais força a partir daquele momento, o que incomodava a jovem imortal. Sua vida eterna não a privava de sensações mundanas. — Eu nunca tive ninguém para proteger, mas hoje sou uma serva do único Deus verdadeiro, tudo que eu aprender usarei para servi-lo como uma devota leal. — Deu uma pausa na movimentação das mãos; Poucas pessoas tinham intimidade suficiente com a língua de sinais para compreender rapidamente tantas falas. Prosseguiu. — Acho que deve ser um assunto delicado para você, Sayo-sensei. Sinto sua energia oscilar dentro de seu peito. — No momento de sua última palavra, postou sua mão sobre o coração, para representar o como aquelas falas mexiam com a sua instrutora.
Pegou a folha de papel que recebeu mais uma vez de Sayo e tateou bem. Por não possuir uma das habilidades naturais de qualquer pessoa, aprendeu a dar mais valor e sentir mais através dos outros sentidos, e o que mais trazia satisfação a ela era o tato. Cada irregularidade daquele pedaço de celulose causava a ela uma sensação de maior confiança na tarefa que iria fazer a seguir, e que finalmente parecia ser um desafio. — Sabe sensei, essa técnica tem um nome muito bonito, não acha? Parece ser realmente uma forma de arte. Aliás, gostaria de saber se vamos fazer alguma coisa grande, já que estamos em um campo aberto e grande. Estou ansiosa, sensei.
Concentrou-se a partir dali na tarefa que foi incumbida, com a folha sobre o ombro e tentando inicialmente deixar aquela pequena folha de papel cobrir perfeitamente sua pele, esperando receber alguma orientação além das já feitas ou até mesmo uma observação.
HP: 000/000
CH: 400/400

Bolsa de Armas (20):
[05] Kunais (5)
[20] Kikaku Fuuda (5)
[02] Fuuma Shuriken (08)
[01]  Kemuridama (1)
[01] Hikaridama (1)
Técnica utilizada:

Kanchi no Jutsu
(Técnica Sensorial)
Descrição:
A Técnica Sensorial, usada pelos shinobi do tipo sensor, permite ao usuário detectar chakra. Usando esta técnica, os sensores podem facilmente detectar e rastrear alvos. O alcance desta técnica varia entre os sensores.
Considerações:
@"Akuma-Chan"



_______________________

avatar

Conteúdo patrocinado
Conteúdo patrocinado

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum