Os Imortais
Okina conseguiu destruir Sunagakure, tornando o vilarejo um só com as suas origens, as areias profundas do deserto. O mesmo aconteceu em Kirigakure no Sato, onde a entidade afundou a vila no oceano que o cercava. Porém, ao tentar acabar com Konoha, a inimiga da humanidade falhou sendo impedida pelos novos salvadores do mundo. Abençoados por Hagoromo, os ninjas Mako e Mordred conseguiram selar a adversária criando uma segunda lua pairando sobre o planeta. Passadas algumas semanas, uma seita antiga se reuniu procurando o local onde poderiam ressuscitar Jashin, um deus antigo. Liderados por uma mulher capaz de ouvir a voz do deus, os seguidores subiram a Cordilheira dos Deuses e encontraram uma rocha cheia de selamentos frágeis e acabaram assim liberando um novo inimigo que se diz ter muitos nomes: Kami-sama, Jashin-sama e Shaka-sama. A nova divindade absorveu os poderes da lua onde Okina foi selada e transformou-se totalmente, porém, uma quantidade estranha de chakra vazou e espalhou-se no planeta inteiro.O novo inimigo da humanidade marcou três vilarejos: Konoha, Iwa e Kumo. Mas quais são seus verdadeiros planos? E quem é a pessoa que despertou depois de muitos anos?
.
.
.
.
.
Últimos assuntos
» [Treinamento] Dividindo Dons
Hoje à(s) 03:45 por Mordred

» [T] Uta
Hoje à(s) 03:43 por Uta

» 3) Solicitações de Avaliação
Hoje à(s) 03:31 por 'Aisha

» Missões Ryo
Hoje à(s) 03:29 por 'Aisha

» 1) Solicitações de Roleplay (Plotting)
Hoje à(s) 03:11 por Victor151

» Ficha - Em construção.
Hoje à(s) 02:55 por Kádmos

» 2) Solicitações de Missões
Hoje à(s) 02:26 por Hipátia

» [BAR] Elizabeth's Bar
Hoje à(s) 02:21 por Kaginimaru

» [ Bolão - 21/06 ] Vem Hexa!
Hoje à(s) 02:14 por Aoi

» [ Bolão - 22/06 ] O Hexa é real!
Hoje à(s) 02:05 por Escanor


Convidado


22/6/2018, 04:10
Mensagens: 0
Geral
RPG
Ficha de personagem
Rank:
Perso:
HP:
CK:
ST:

Notificações
Não há notificações
Resetar as notificações

<

[Missão Rank C] Proteção aos Indefesos - Isabell@ e Mokarzel.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo





NARRADOR
| Estação: Outono | Clima: 15ºC | Hora: 10h00 | Post: 1/3 |
Local: A Vila da Nuvem como conhecemos. Mais precisamente, o seu quadro de missões.

Enredo: Era impressionante como as coisas continuavam acontecendo independentemente de você estar ou não se preocupando com elas. Chara, uma gennin de Kumo, estava totalmente satisfeita em prosseguir deitada na sua cama quando foi incitada a se levantar e prosseguir com os seus deveres de ninja, que incluíam a recepção de missões. Lavando-se e comendo alguma coisa antes de sair, alcançou o Quadro de Missões da Vila logo, e assim que o contemplou, decidiu por uma que dizia o seguinte:
Proteção aos Indefesos.
Descrição:
O País do Arroz está passando por dificuldades devido a ataques de bandidos. Entre esses, alguns usam técnicas ninjas. Vá e elimine a ameaça.
O que não esperava era ter segurado o papel no exato momento em que um outro shinobi o fez.


Considerações: Narre o início de seus dias e a escolha da missão. Como eu disse, vocês acabaram pegando o papel ao mesmo tempo. Interajam e decidam continuar juntos. Podem sair em direção ao País do Arroz já.




_______________________

OLLY KURAMA SIVAN

_
avatar
Chūnin
Chūnin


HP: 300/300• CH: 400/400 • ST: 00/02
Deitada sobre a sua cama, com o seu livro preferido de psicologia pousado sobre o rosto pegando ligeiramente no sono, a Chinoike era acordada pelo irritante som da população no exterior de sua casa, era um pleno dia de trabalho e depois de uma semana inteira correndo como uma louca fazendo missões por toda a vila de Kumogakure no Sato, tendo muitas vezes que sair da vila devido a tarefas loucas de entrega e recolha de bens. Bocejando levemente, Chara colocava o livro debaixo da sua cama e após algum esforço sentava-se na beira da sua cama despindo a sua roupa de dormir e verificando o seu corpo em busca de algumas imperfeições, ao contrário de muita gente a idade e o tempo tinham lhe sido bastante atenciosos ao ponto de várias assumirem que a gennin não mudou desde o primeiro dia que sequer entrou na academia. Saindo da cama de forma rápida e sem muitas reclamações, algo que até era bastante óbvio visto que a jovem não dormia com ninguém e não tinha uma presença contra quem contestar, fazendo a sua higiene pessoal diária de forma breve e eficiente, a kunoichi descia as escadas e caminha em direcção a cozinha para tomar um refeição leve de modo a não lhe prejudicar a linha, talvez uma peça de fruta como por exemplo uma maça ou talvez alguns morangos ou em último recurso o ideal era sem dúvida nenhuma um barra energética de chocolate visto que se havia algo do qual nunca podia resistir era chocolate.

Com a alimentação feita e pronta para sair, a kunoichi iria abandonar a sua zona de residência e partir em direcção ao posto de missões da aldeia para ver que tipo de missão infernal teriam aqueles homens coragem para lhe dar. De inicio as missões até eram bastante interessantes, prender malfeitores, missões de espionagem e até mesmo situações de busca e salvamento, coisas que realmente pareciam ser dignas de um verdadeiro shinobi porém as coisas agora estavam mais chatas e aborrecidas, não passando de uma simples entrega ou recolha de um item ou alguma missão retardada que alguém tinha dinheiro a mais tinha pago para fazer pois tinha zero vontade ou preguiça de concretiza-lo. Deparando-se com esse triste realidade a jovem apenas olhava para o quadro de missões em busca de algo que chamasse a sua atenção, algo diferente da sua rotina isolada e que acima de tudo lhe trouxesse uma nova experiência.

– Se eu tivesse que escolher algo, o que seria... - murmurou a jovem para si mesma passando a mão no rosto procurando algo diferente do que já tinha feito.

Assim que tivesse escolhido a missão, Chara olharia em redor em busca de alguém que tivesse a gentileza de lhe acompanhar nesta missão, assim que encontrasse o companheiro ideal, ela pegaria o pergaminho da missão e abandonaria o centro de recolha de missões caminhando em direção ao portão da aldeia. Lendo o conteúdo do pergaminho pelo trajecto, Chara tentaria saber mais sobre a pessoa que lhe acompanharia na missão, ela procuraria saber o nome da pessoa e um pouco do seu histórial. Ela já tinha algumas missões daquele género por isso assumiu que era ideal ter uma percepção das competências de cada um, por fim restava-lhe apenas sair da vila e ir em direção ao destino para começar a misão.

~~
Jutsus usados/ativo:
--
Equipamentos(20):
• Kunai: 5x • Shuriken: 5x • Senbon: 15x • Kibaku Fuuda: 4x • Kemuridama: 2x • Makibishi: 5x • Hikaridama: 1x • Fios: 5m
Armas:

Nome do Item Satsuriku
Espécie: Raro
Rank: A
Descrição: A Satsuriku é uma adaga inconvencional de coloração negra com extremidades prateadas como se fossem banhadas em mercúrio, a sua textura ortodoxa e victria semelhante a pedra obsidiana leva muitos a pensar que esta arma foi criada num vulcão activo usando uma porção de lava composição félsica e baixo teor em água, ao contrário de muitas armas desta categoria, a lâmina da Satsuriku possui quase meio metro de comprimento e quinze centímetros de largura com um pega adicional de vinte e três centímetros com um resguardo de quinze centímetros.

A origem desta arma é desconhecida pelo simples facto de não existir nenhum tipo de identificação, marca ou designação do ferreiro que a fabricou, no entanto rumores afirmam que não passa da obra de um ferreiro amador que procurou criar algo que fosse mais esteticamente apelativo do que funcional. Ironicamente é importante realçar que apesar da atenção na escolha do metal para a arma, a pega da mesma possui um revestimento grosso de borracha isolante algo que protege o usuário de choques eletricos.

Habilidades/Mecanismos: A construção desta arma tem como fundamento um metal raro condutor de chakra elemental raiton, esta característica permite ao usuário desta arma (através da manipulação e alteração de formação) aumentar o dobro do tamanho da lâmina e o seu poder de corte derivado as propriedades vibratórias que compõem o elemento, caso o mesmo seja portador da perícia elemental do respectivo elemento. Devido a natureza do elemento Raiton, golpes que perfurem a epiderme do adversário causam o efeito de paralisa em que a duração é variada dependendo de quanto tempo a arma esta inserida no corpo do inimigo, no entanto os seus efeitos estão restritos a área ou local do golpe.

_______________________

⟢ Bingo ⟢ Mudança - Ficha ⟢ C.J ⟢ Chara ⟣ C.T ⟣ Mudança - Status ⟣ Banco ⟣
avatar
Heroina
Heroina

Após completar seu treinamento de estilo de luta, Mokarzel sentia vontade de testar seus novos conhecimentos em batalha. O gennin acreditava que estava pronto para enfrentar situações de combate. 
O único problema que Mokarzel enfrentaria seria sua falta de experiencia em missões. A chance de lhe atribuírem missões entediantes era muito alta e isso desanimava o garoto.
Apesar de desanimado com a ideia de aceitar uma missão que não lhe desse a chance de batalhar e botar em pratica seus conhecimentos, Mokarzel resolve que iria até o quadro de missões para ver quais estariam disponíveis naquele dia.
Vestido com suas habituais roupas sociais e sobre-tudo, Mokarzel sai de casa e caminha em direção ao quadro de missões. No caminho o garoto confere se carregava com sigo todas as suas armas - Parece que esta tudo certo -.
Chegando no quadro de missões, Mokarzel vê uma garota que parecia estar esperando por alguém em um canto. Sem querer ser chato, Mokarzel desvia seu olhar da garota e pousa seus olhos para as missões no quadro.
O ninja passa algum tempo analisando as missões. A maioria delas propunham serviços que Mokarzel tinha receio de precisar fazer mas havia uma que chamou a atenção do jovem. Era uma missão de proteção, o que significava que provavelmente haveriam lutas. O único problema da missão é que eram necessários pelo menos dois ninjas para executa-la. Mokazel se lembra da garota no canto da sala e se vira para ela - Ohayo, você tem interesse de fazer uma missão comigo? Essa aqui parece ser bem legal, mas eles precisam de dois -. Mokarzel aponta para a missão pendurada no quadro, porem ainda com seus olhos na garota.



HP: 450
CH: 200
avatar
Chūnin
Chūnin




NARRADOR
| Estação: Outono | Clima: 15ºC | Hora: 11h00 | Post: 2/3 |
Local: Os arredores da Vila da Nuvem como conhecemos.

Enredo: Desde que aqueles dois haviam decidido prosseguir juntos diante de uma missão que exigiria - aparentemente - bastante das suas habilidades, as coisas pareciam caminhar pela melhor das trajetórias, com ambos cheios de desenvoltura e disposição para diálogos exitantes. Mas era claro que eles precisariam lidar com os problemas da tarefa cedo ou tarde, e era exatamente isso o que enfrentariam: Uma armadilha com fios de arame e algumas shurikens foi colocada sob seus olhos e, depois dela, três ninjas preparados para um embate. O cenário se encheu de fumaça e depois de fogo, seguido de uma imensa explosão.


Considerações: Vocês saíram de Kumo e caminharam juntos enquanto conversavam sobre qualquer coisa. Em determinado momento, no caso, quando chegaram perto do País do Arroz, esses três garotos resolveram atacar. 3 em ninjutsu, 2 em velocidade e 3 em inteligência para cada. Um expeliu a fumaça e o outro o fogo. A fumaça serve como um inflamante, e é parecida com a do Asuma, portanto, já sabem o que acontece quando expelem fogo nela... Boa sorte! Trabalhem em equipe!




_______________________

OLLY KURAMA SIVAN

_
avatar
Chūnin
Chūnin

[ltr]
Chara e Mokarzel deixam a vila juntos, correndo em direção ao País do Arroz. Pelas descrições da missão Mokarzel sabia que acabaria tendo que enfrentar algum inimigo e portanto deveria tomar alguma precauções - Meu nome é Mokarzel, minha especialidade é ninjutsu, em particular ninjutsus com a natureza de chakra Suiton e Raiton. Acredito que se vamos trabalhar juntos precisamos nos conhecer. Respeito se você não quiser falar muito sobre você, mas seria interessante conhecer pelo menos a sua especialidade -. A jovem poderia não gostar da iniciativa de Mokarzel, mas o jovem gostava de ter o máximo possível de informações para que pudesse executar seu trabalho com a máxima eficiência. [/ltr]
[ltr]Durante o caminho o garoto revisa mentalmente tudo que havia aprendido na academia sobre missões em países estrangeiros, batalhas, invasões, emboscadas, tudo que julgava ser util. Uma ideia vem a cabeça do jovem - Talvez a gente venha a sofrer algum ataque ou emboscada, caso eu perceba alguma coisa errada, farei um sinal de OK com minha mão esquerda, o mesmo se aplica a você, tudo bem? -. Terminando de dar a ideia para sua colega, Mokarzel retira uma senbon de sua bolsa de armas e a coloca na boca, era uma mania que o mesmo havia desenvolvido ao longo da vida. [/ltr]
[ltr]Mokarzel não queria parecer chato, por isso se limita a falar o básico com sua colega. Assim que julgou estar distante da vila, o jovem adota uma postura defensiva, atento a possíveis ataques de bandidos ou ninjas inimigos. Mokarzel fica em silencio, totalmente concentrado em seu serviço. [/ltr]
[ltr]Próximo a fronteira do País do Arroz Mokarzel percebe a presença de uma armadilha. Naquele momento sua mente começa a trabalhar em grande velocidade. O jovem sabia que havia algo errado. A armadilha estava sob os olhos dos ninjas, quem tivesse feito aquilo não tinha se dado ao trabalho de esconder decentemente seu trabalho. Outra coisa que incomodava Mokarzel era que uma armadilha dessas não parecia ser muito elaborada, de forma que deveria ser projetada para ferir ou incapacitar levemente alguém. Quem quer que tivesse feito a armadilha teria que estar por perto para finalizar o trabalho. Mokarzel sabia então que seus inimigos estavam por perto. [/ltr]
[ltr]A alguns metros da armadilha Mokarzel olha para Chara e vê que a garota também já havia identificado a armadilha. O jovem acena com a cabeça e faz um sinal de OK com a mão esquerda, procurando fazer sua colega entender que havia algo errado.  [/ltr]
[ltr]Assim que Mokarzel e Chara desviam da armadilha, Mokarzel esta em estado de alerta, sabia que em breve iria se deparar com outra armadilha ou com seu inimigo. A atenção de Mokarzel faz com que o mesmo perceba uma grande quantidade do que parecia ser fuligem ser jogada na direção dos jovens. [/ltr]
[ltr]A fumaça iria impossibilitar que Mokarzel conseguisse enxergar seus inimigos, mas pelo menos o mesmo aconteceria com seus inimigos, que perderiam de vista Mokarzel e Chara nos próximos segundos. O único empecilho era não saber que tipo de Jutsu era aquele, portanto Mokarzel decide não entrar em contato com a fumaça. Naquele momento Mokarzel já havia começado a elaborar uma estratégia. [/ltr]
[ltr]Antes que a fuligem pudesse alcançar os dois, Mokarzel utiliza Shunshin no Jutsu, procurando sair da área impregnada pela fumaça. Seus inimigos provavelmente não conseguiriam enchergar a fuga uma vez que a fumaça cobria o campo de visão dos mesmos. Mokarzel sabia que Chara era inteligente e conseguiria sair daquela situação da mesma forma que ele, por isso não se preocupou. [/ltr]
[ltr]Um clarão provocado pelo jutsu Katon antecede a explosão, que destrói e incendia toda a área que antes era ocupada pela estranha fuligem. Mokarzel não contava com a explosão, mas resolve tomar proveito da mesma enquanto fogo e fumaça (proveniente da explosão e das arvores queimadas) ainda tomava conta da região e dificultava a visão da área. [/ltr]
[ltr]O jovem cria dois clones de agua por meio de seu jutsu Mizu Bushing no Jutsu. Ambos os clones usam Henge no Jutsu, de forma que um dos clones assumia a forma de uma Chara que parecia ter sido queimada e ferida por uma explosão e o segundo clone assume a forma de Mokarzel porem gravemente queimado e ferido. Os clones se colocam na área afetada pela explosão e fingem terem sido pegos pelo Jutsu dos adversários. [/ltr]
[ltr]Mokarzel contava que seus clones iriam enganar os adversários e contava que a aparência extremamente jovem dele e de sua colega facilitassem que os inimigos caíssem na armadilha. Enquanto isso, Mokarzel esperava que Chara pudesse se posicionar melhor para conseguir utilizar suas habilidades e realizar um contra-ataque.  Mokarzel se escondia atrás de uma grande moita levemente chamuscada. O ninja fazia o possível para ocultar sua presença "Acredito que Chara tenha conseguido escapar, ela é inteligente, vai conseguir entender a situação e se colocar em posição de realizar um contra-ataque. Mas pelo que pude perceber um ninja utilizou um Jutsu que liberou fuligem ou pólvora que potencializou o Jutsu de um segundo ninja da natureza Katon. Nós enfrentamos pelo menos dois inimigos e ambos possuem a natureza de chakra Katon, é isso que posso concluir até agora" pensou o jovem. [/ltr]
[ltr]

HP: 450
CH: 200
[/ltr]
[ltr]
Pós-escrito:
A ideia é enganar os inimigos fingindo que eu e chara fomos pegos pela explosão. Acredito que dês do momento que a fumaça foi lançada os 3 ninjas tenham perdido o contato visual de nós e me aproveitei disso. Como a área explodiu e incendiou tudo ao redor, acredito que o fogo e a fumaça do fogo continue a prejudicar a visão dos 3 ninjas, de forma que eu consiga botar em ação meu plano.[/ltr]
[ltr]Se os inimigos se aproximarem os clones podem agir de varias formas interessantes que me permitam tirar vantagem com o Raiton ou simplesmente ludibriar os adversários. Nesse meio tempo Chara pode se posicionar melhor para observar, coletar informações e realizar um contra-ataque.[/ltr]

[ltr]Não sei o que aconteceu que o template deu ruim, mas vou tentar corrigir.
[/ltr]
avatar
Chūnin
Chūnin

Esperando a Isa postar para ver se ela concorda com a estratégia usada para então corrigir!!
Deletarei essa mensagem!!
avatar
Chūnin
Chūnin




NARRADOR
| Estação: Outono | Clima: 15ºC | Hora: 11h29 | Post: 3/3 |
Local: Os arredores da Vila da Nuvem como conhecemos.

Enredo: Tudo pareceu acontecer num piscar de olhos. Os ninjas surgiram e prontamente se preocuparam em expelir de suas bocas a pólvora e, depois, o fogo. Mas ao mesmo tempo, ambos os ninjas da Nuvem foram ágeis e se distanciaram daquela área, escondendo-se atrás de moitas ou em cima de árvores. Em seus lugares sobraram clones mais para lá do que para cá, acabados e falsamente acertados pela técnica conjunta dos inimigos. Tudo o que os adversários conseguiram fazer foi rir e se aproximar, aos poucos, dos meninos. O que viria a seguir? Qual o estado em que aqueles bandidos se encontrariam depois de cair na armadilha, ao invés de colocar os outros em uma?


Considerações: É como eu disse: eles ao invés de lhes colocarem numa armadilha, caíram em uma. Aproveite-se disso para finalizar a missão! Pode terminar voltando para a Nuvem, já. Desconsidere a personagem de Isabell@ por motivos esclarecidos por MP.




_______________________

OLLY KURAMA SIVAN

_
avatar
Chūnin
Chūnin

  Espiando por trás da moita, Mokarzel percebe que seu plano havia funcionado. Os ninjas inimigos achavam que tinham acertado seu poderoso ataque nos dois aparentemente inocentes shinobis de Kumogakure e agora caminhavam em direção aos clones de água de Mokarzel para finalizar o serviço que haviam começado. 
  Mokarzel calcula a distancia exata para botar em pratica seu ataque que se funcionasse com certeza iria botar um fim em seus adversários. Quando os shinobis alcançam uma distancia de cinco metros dos clones de água, Mokarzel começa a executar selos na maior velocidade que conseguia. Os clones de água se levantam, surpreendendo seus inimigos. Os clones partem para cima dos ninjas inimigos mas antes que eles pudessem executar qualquer tipo de defesa, os clones explodem, molhando cada um dos inimigos.
  Enquanto os clones de água executavam uma investida contra os inimigos, Mokarzel já finalizava seu Jutsu, Raiton: Raijū Tsuiga, mas aquele não era um simples jutsu de Raiton, o cão que havia se formado a partir do chakra de Mokarzel era um cão de raio negro. Mokarzel usava naquele momento um estilo de luta raro dominado apenas por algumas pessoas de Kumogakure, o Kuroi Keminari. 
  O cão de raio negro de Mokarzel alcança os adversários precisamente no momento em que os clones de água haviam explodido e molhado os inimigos. O cão atravessa os três ninjas, que diante do poder do Kuroi Keminari caem imediatamente no chão agonizando de dor.
  Ao ver que seu plano havia funcionado, Mokarzel sai de trás da moita, armado de uma senbon na boca e de duas kunais penduradas entre seus dedos. No caminho até os corpos de seus inimigos Mokarzel amarra cuidadosamente um selo explosivo em cada uma das kunais. O Gennin avalia rapidamente seus inimigos e percebe que aqueles eram os bandidos de que estavam atras - Acho que conclui a missão. Mas não posso deixar que pessoas como vocês saiam impunes daqui -.
  Mokarzel se distancia dos inimigos que ainda estavam no chão e taca suas kunais. No momento que as kunais deixam a mão do garoto, ele da as costas, não era necessário ver a mutilação dos corpos de seus adversário. Mokarzel começa sua caminhada em direção a vila, se perguntando se sua companheira teria ficado com medo de mais e fugido da missão - Bom, não vou esperar ou procurar por ela, vou embora -. 


HP: 450
CH: --
avatar
Chūnin
Chūnin

@ - MISSÃO CONCLUÍDA.

RY: 100 mil.

* Não fiz os cinco posts por conta da demora da Isabell@, principalmente. Imagino que você não vá se incomodar.

_______________________

OLLY KURAMA SIVAN

_
avatar
Chūnin
Chūnin

Conteúdo patrocinado
Conteúdo patrocinado

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

resposta rápida

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum