Naruto RPG Akatsuki
Olá visitante, registre-se em nosso fórum e venha fazer parte desde mundo mágico de Naruto, sim, seja um Ninja! Veja no vídeo abaixo os primeiros passos para fazer parte deste mundo após o seu cadastro!


Convidado


28/7/2017, 08:00
Mensagens: 0
Geral
RPG
Ficha de personagem
Rank:
Perso:
HP:
CK:
ST:

Notificações
Não há notificações
Resetar as notificações
Tema novo!
Meta: 400,00 R$ Recebido: 70,00 R$
00%
compre Seus AGs Pelo Pag Seguro e Paypal
UPDATES!
18.07.2017 — Karma aqui passando para avisar que a área de Regras & Tutoriais sofrerá uma reorganização onde alguns tópicos serão fundidos e outros mudados de posição, melhorando também os textos das regras procurando remover furos e melhorando o entendimento dos usuários.
ESTAÇÕES & EVENTOS
Ano: 07
Primavera:
12/07 -- 03/08
Verão: 04/08 -- 26/08
Outono: 27/08 -- 19/10
Inverno: 20/10 -- 13/11






Últimos assuntos

» Forja, shirotsuki
por shirotsuki Hoje à(s) 07:44

» [C.J.] shirotsuki
por shirotsuki Hoje à(s) 07:42

» Mudanças Ficha - Douglas
por shirotsuki Hoje à(s) 07:11

» Mudanças Katia/Raiden!
por shirotsuki Hoje à(s) 07:10

» Sugestão-Velocidade
por Bills Hoje à(s) 06:04

» Banco - Shiima
por Shiima Hoje à(s) 05:55

» RANK B- Shiima
por Katia Mello Hoje à(s) 05:35

» Modificações de Katia Mello
por Katia Mello Hoje à(s) 05:34

» (Q) - Katia Mello
por Shiima Hoje à(s) 05:27

» [Treino] Raiden Mello
por Shiima Hoje à(s) 03:29

Procurados
Procurados RPG Akat


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

treino de atributos, astrid

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

1 treino de atributos, astrid em 1/10/2016, 01:40

Astrid

avatar
Gennin
Gennin
.




ficha. created.
Ver perfil do usuário

2 Re: treino de atributos, astrid em 1/10/2016, 01:43

Astrid

avatar
Gennin
Gennin


treino de velocidade

Não conseguia me lembrar de minha família. Os rostos deles já haviam desaparecido de minha memória. Só me restava o calor que sentia quando falavam-me sobre eles, de como tinham sido heroicos ao morrer para salvar muitos.

Isso era ocorrente na vida de um ninja. Muitos tinham partido do mesmo jeito tentando salvar pessoas que talvez nem se quer conheciam. Eu me orgulhava desse caminho, esperando que um dia pudesse morrer por algo tão nobre quanto. No entanto, mesmo que fossem considerados heróis da vila, eles só tinham morrido por serem mais fracos que seus oponentes. Por esse e mais alguns motivos, caminhava para mais um dia de treinamento.

[...]

Lenta, muito lenta. Meus superiores sempre reclamaram de eu ser uma pessoa devagar, pois nunca conseguia alcança-los nas missões e treinos, sempre atrasando-os. Isso era uma coisa que realmente estava me deixando puta. Não que me importasse com eles, quero mais que se explodam. Odiava o fato de ser julgada como inferior, e isso tinha que ser mudado. Era por isso que eu estava correndo, as quatro horas da manhã, num sábado.

Suor escorria de mim, pois mesmo que fizesse frio, calor irrompia meu corpo. Estava na terceira volta, já havia percorrido duas vezes todo o perímetro envolta do bairro e estava terminando este último. Meus números não estavam nem um pouco bons, a maioria da minha antiga turma teria terminado-o na metade do tempo que eu havia levado, ou antes ainda.

Era decepcionante, como um dos últimos membros do clã Naiga podia ser tão fraco? Não tinha fôlego o suficiente nem para correr cinco voltas sem parar para descansar, apenas cinco voltas. Jamais conseguiria perseguir um inimigo, ou até mesmo fugir dele se continuasse assim. Teria que treinar muito mais.

Depois de descansar alguns minutos, beber um pouco de água e esticar novamente meus braços e pernas, voltei a correr. Duas, três....dez...quinze...vinte voltas, e eu ainda não havia conseguido diminuir sequer vinte segundos em meu tempo. Caí no chão de cansaço, meu corpo tremia e doía em todos os cantos. Não era de mim desistir, mas eu começava a considerar isso.

— Por que é tão difícil tornar-se forte? — interroguei-me. Tinha esperança de que um dia acordaria diferente, mais forte e rápida. Como dizem mesmo? Da noite pro dia. Seria tão simples. Mas se fosse realmente assim, todos tornariam-se fortes sem merecimento algum. Não. Era preciso esforço e muito treino para o avanço nesse mundo. Se quisesse me tornar alguém mais poderosa, teria de continuar perseverando.

Então eu continuei, corri como se minha vida dependesse daquilo, afinal, talvez um dia ela realmente dependesse. Não me importei com os tombos que levei, ou com os machucados que tive ao cair. Mesmo que meus joelhos e pés sangrassem, prossegui com meu treinamento.

[...]

Não me recordo quando aconteceu, mas numa certa hora da madrugada acabei desmaiando. Infelizmente, meu corpo não conseguiu aguentar aquela exaustão. Agora, acordava no meio de uma das ruas do bairro onde estava treinando. Várias pessoas me olhavam, talvez pensando o que eu tinha bebido para acabar daquele jeito.

Minha cabeça doía e meu corpo parecia ter sido atropelado por elefantes. Mas alguma pessoa tinha sido caridosa o suficiente para deixar um casaco encima de mim, cobrindo-me do frio e me livrando de uma possível gripe, apesar de começar a sentir minha garganta raspando. Que situação envergonhosa.

Levantei do chão, tentei arrumar meus cabelos e secar a baba seca de meu rosto. Estava um trapo, e todos que me viam tinham certeza de que era uma coitada. Droga. Por estupidez minha tinha acabado atrapalhando meu treinamento. Contudo, não estava na hora de desistir.

Embora sentisse o corpo pesado e dolorido, tinha reconquistado um pouco de minha energia com esse acontecido. O sol já estava no meio do céu, indicando que ainda estávamos na metade do dia. Não existia um meio para que eu pudesse voltar no tempo e recobrar estas poucas horas que perdi, mas ainda poderia treinar o restante do dia.

Antes de tudo, tomei um café numa lanchonete. Aproveitei o banheiro dela e o usei para limpar a sujeira de meu corpo. Revigorada voltei a correr.

Fiquei surpresa ao descobrir o tempo que levei para percorrer o percurso. Aparentemente tinha tido uma leve melhora, o que resultou numa explosão de animo. Assim, corri progressivamente várias vezes, intercalando entre rápido e devagar. Quando percebia que começava a melhorar, aumentava minha velocidade e estendia o caminho a ser percorrido.

O vento transcorria o movimento de minhas pernas, estava me tornando uma só com ele. Conseguia sentir que ficava mais veloz enquanto o tempo passava. Minhas dores não me incomodavam mais, nem se quer pensava nelas. O cansaço, no entanto, começava a mostrar-se aparente de novo. Por esse motivo parei um pouco para descansar.

Depois de dar longos suspiros e espairecer embaixo da sombra de uma árvore, decidi que faria minhas últimas voltas naquele lugar. Agora, só precisava aperfeiçoar o que tinha conseguido até o presente momento. Desta forma, cinco voltas foram feitas em máxima velocidade no primeiro percurso que tinha feito. Os resultados foram ótimos.

Foram muitas horas, quase o dia todo para que eu conseguisse melhorar. Depois de tanto perseverar, consegui reduzir o meu tempo pela metade. Felicidade transbordava de mim, um sorriso duma orelha a outra estava escancarado em meu rosto. Tenho certeza que agora seria capaz de acompanhar meus superiores nas missões, talvez conseguisse até superá-los.  

Por fim, voltei para minha casa. Me restava tomar um banho e deitar em minha cama, pois estava na hora de descansar de meu longo e árduo treino.

200|200.

Treino de atributo com 900 palavras. +2 pontos em velocidade.




ficha. created.
Ver perfil do usuário

3 Re: treino de atributos, astrid em 1/10/2016, 01:49

Shijima

avatar
Chūnin
Chūnin
Ok.



I am the bone of my sword.
Steel is my body and fire is my blood.
I have created over a thousand blades.
Unaware of loss,
Nor aware of gain.
Withstood pain to create weapons, waiting for one’s arrival.
I have no regrets. This is the only path.
My whole life was unlimited blade works.
Ver perfil do usuário

4 Re: treino de atributos, astrid em 4/10/2016, 21:31

Astrid

avatar
Gennin
Gennin


treino de força

Acordei soltando um grito mudo, minhãs mãos voaram para meu pescoço, o verificando. Meu corpo estava tremendo e suado, o pesadelo ainda estava vivo em minha mente.

Demorou um pouco para que eu conseguisse me acalmar, mas logo a tranquilidade do mundo real invadiu meus olhos, tirando-me de meu transe. Devia ser a terceira fez que isso ocorria nessa semana, eu ainda não tinha conseguido superar o meu passado.

Eles estavam mortos e quase toda noite revivia aquele fatídico momento. Tinha sido fraca e não havia conseguido salva-los. Conseguia me lembrar de seus rostos, eles pareciam pedir minha ajuda e eu nada pude fazer, nada se não correr.

Isso estava para mudar, hoje mesmo começaria meu treinamento. Levantei de minha cama, aprontei-me rapidamente e logo já estava indo em direção a um dos campos de treinamento da vila de Konohagakure.

O sol já havia acordado e começava a aparecer entre as árvores da vila. O local a qual eu cheguei estava vazio, ninguém tinha ousado aparecer ali. Estiquei meus braços e pernas e logo em seguida comecei a fazer alguns exercícios físicos básicos.

Estava na hora de melhorar, meu corpo ainda era fraco e mal conseguia aguentar sequer um pouco de peso, isso tinha que mudar. Faria um treinamento voltado para aumentar meus músculos, assim conseguiria ficar mais resistente e forte.

Comecei o treino fazendo abdominais e agachamentos. Não me importei em esticar meu corpo no solo sujo do lugar, isso não era nada para alguém que almejava se fortalecer, mesmo para uma garota. Fiz o primeiro destes trinta vezes seguidas, o número máximo que conseguia chegar no meu estado atual.

Levantei do chão e voltei-me para os agachamentos. Comecei com vinte vezes, depois trinta e por último cinquenta. No total foram cem agachamentos e trinta abdominais, isso tinha sido o suficiente para fazer o meu corpo tremer de cansaço.

Preferi optar por um leve descanso, afinal, não gostaria de ser levada a uma exaustão que pode-se acabar prejudicando o meu desenvolvimento. Fui para o bar mais próximo, bebi um pouco de saquê, quantia o suficiente para que eu não ficasse bêbada, então voltei para o campo de treinamento.

Estava mais animada e disposta, talvez fosse o efeito do álcool agindo em meu corpo. Começaria fazendo algumas flexões, sendo cinquenta o total. Não demorou para que eu conseguisse fazer isso, assim voltei para os abdominais e agachamentos.

Fiz duzentos de cada, adrenalina corria por meu sangue. Estava bastante cansada e suada, mais ainda não era hora de encerrar meu treinamento.

Encontrei uma pedra de médio tamanho, ela devia pesar uns oitenta quilos. Coloquei meus braços ao redor dela e tentei a levantar do chão. Não consegui fazer isso na primeira tentativa nem na segunda e terceira.

Suspirei pesarosamente e tentei uma última vez, conseguindo então levanta-la do chão. Finalmente, meu treino parecia mostrar alguns resultados. Agora estava na hora de voltar para minha casa.

200|200.

Treino de atributo com 450 palavras. +2 pontos em força.




ficha. created.
Ver perfil do usuário

5 Re: treino de atributos, astrid em 4/10/2016, 21:34

Maick Hahn

avatar
Tokubetsu Jonin | Anbu
Tokubetsu Jonin | Anbu
2

Ver perfil do usuário

6 Re: treino de atributos, astrid em 30/10/2016, 06:55

Astrid

avatar
Gennin
Gennin



Talvez não fosse dos mais versados na arte intelectual, de facto não era. Mesmo que meus pais tenham tido um pouco de 'trabalho' para tentar me ensinar algumas coisas, eu simplesmente não conseguia prestar atenção.

Isso acontecia porque ainda era muito jovem, quase não tinha experiência nenhuma de vida, pensava apenas no quão bom seria sair daquela sala e aventurar-se pelo mundo. No entanto, com o passar dos anos, acabei percebendo que a inteligência era uma das melhores armas num campo de batalha.

Durante o meu tempo com o grupo de assassinos, eu havia conhecido pessoas  que eram excepcionais em tal arte. Elas conseguiam situar-se sem problema algum num campo de batalha, conseguiam entender rapidamente o que tinham e deviam fazer para ganhar.

Era a minha vez de aprender, embora já estivesse um pouco velho para isso. Como dizem ''antes tarde do que nunca''.

Estava com uma enorme vontade de pescar um cigarro de meu bolso, mas já fazia um mês inteiro que não colocava se quer um em minha boca. Essa era a primeira vez que passava tanto tempo sem me contaminar. Um progresso começa a formar.

Depois de sair para caminhar, não tardou para que eu me encontrasse no salão oval da biblioteca de Konoha, local onde as pessoas liam os livros que pegavam. Junto de mim havia cinco exemplares de diversos conhecimentos, como por exemplo: Armadilhas e seus truques.

Não era de meu costume ler, sabia que era importante para o desenvolvimento de uma pessoa, caso ela quisesse ser algo a mais do que um entregador de jornais - não que eu esteja falando mal de tais pessoas, eu mesmo já tinha feito isso durante algum tempo para sobreviver.

Pois então, como não era de ler muito eu simplesmente tinha os olhos lerdos para as escrituras. Era fácil acompanhar armas voando a 20m/s, mas ler em alta velocidade estava fora de cogitação, se fizesse isso eu acabaria perdendo a maior parte dos conhecimentos.

Dessa vez, felizmente, tinha trazido um caderno e um lápis comigo e sempre que achava algo útil e aproveitoso no livro eu o copiava. Fiquei um pouco abismado com tanto conhecimento, não tinha imaginado que podia criar armadilhas fatais apenas com uma linha e um prego. Interessante.

Como não era de meu feitio matar pessoas por esporte, decidi pular a parte de criar armadilhas e ir direto para como poderia desarma-las. Bem, poderia ser bom aprender a construir algumas delas no caso de um dia acabar precisando, mas deixaria isso para uma próxima vez.

Então, li e reli o livro diversas vezes, aprendi o que deveria fazer caso pisasse numa mina ou como evitar fios que poderia acionar armadilhas consecutivas. Não só isso, afinal esse não foi o único livro lido. Consegui, também, entender algumas coisas que poderia utilizar no meio de uma batalha.

Felizmente, minha vontade de fumar havia passado e minha cabeça estava cheia de conhecimentos. Tinha sido uma excelente ideia visitar a biblioteca do vilarejo, realmente tinha sido produtivo.

Saltei da onde estava e voltei a caminhar, dessa vez para minha casa. Dizem que dormir depois de aprender alguma coisa faz com ela fique gravada em sua mente, eu precisava disso.

420

Mais 2 pontos em inteligência com o bônus.




ficha. created.
Ver perfil do usuário

7 Re: treino de atributos, astrid em 30/10/2016, 08:52

Shiroshi

avatar
Espadachim
Espadachim
Vy



If you have time to think of a beautiful end, then live beautifully until the end.
Ver perfil do usuário

8 Re: treino de atributos, astrid em 30/10/2016, 09:01

Astrid

avatar
Gennin
Gennin



O vento transcorria-me. Meus olhos assimilavam o caminho que fazia. De facto, não era a primeira vez que passava por ali, nem sequer a décima. Todos os dias, desde que tinha cinco anos, corria por aquela mesma rota, hoje não estava sendo diferente.

Minhas pernas seguiam adiante, uma na frente da outra. Parecia que tudo ao meu redor se movia em câmera lenta. Na verdade, era eu que estava correndo muito rápido. Queria saber o máximo de minha velocidade, por isso havia disparado numa súbita adrenalina. Agora, o cansaço e o torpor prevaleciam em mim.

Não tinha exatamente uma boa resistência, embora fosse agraciado com uma velocidade invejável. E, infelizmente, por esse motivo acabava esgotado num período de tempo curto. Isso era um dos muitos problemas que tinha, o qual precisava urgentemente ser corrigido.

Mesmo que minhas pernas doessem, continuei o caminho que fazia. Contudo, às vezes parava brevemente para dar uma respirada. Enquanto fazia isso, podia perceber que algumas pessoas observavam-me e cochichavam sobre mim. Quando eram pegas no ato, elas apenas disfarçavam e fingiam não terem dito nada.

Já estava acostumado com isso. Sabia o que as pessoas falavam sobre mim, de como eu tinha sumido, algumas diziam que era louco. Elas não estavam enganadas, eu tinha uma dose bem grande de loucura. Mas, ainda assim, odiava o jeito como elas me olhavam. Pareciam ter pena de mim, dó.

Eu poderia fazer algo, mas preferia guardar minha raiva e ódio para meus inimigos. Para elas, meu silêncio bastava. Por fim, terminei minha pequena folga e voltei a correr.

Meus pulmões já estavam acostumados com as longas corridas. Não era mais difícil caminhar, correr ou treinar. Talvez esse fosse mais um fator que ajuda-se com minha tenacidade física.

Aumentei o ritmo de minha corrida, novamente ao máximo que podia chegar. Tentei perseverar com esse padrão rítmico durante uma distância maior a que havia percorrido antes. O resultado? Nenhum pouco agradável.

O vômito saiu antes que eu conseguisse impedi-lo. Felizmente, nenhuma pessoa vira o que tinha acontecido, me livrando de uma enorme vergonha. No entanto, era deplorável o que tinha feito. Não só isso, pois agora sentia o corpo pesado e sem vida. Deveria ter parado para um breve descanso quando comecei a sentir-me mal. Infelizmente, não fora o que aconteceu.

Locomovi-me para longe de lá, parando no bar mais próximo. Tomei um gole de água, que apesar de ter me dado vontade de vomitar de novo, acabou revigorando um pouco de minha energia. Recostei-me numa cadeira e descansei por um longo tempo.

Depois que comecei a me sentir melhor, voltei ao meu treinamento. Não deixaria que uma coisa tão pequena como essa atrapalhasse meus planos.

Claro, dessa vez moderei minha velocidade. Algumas vezes acelerava o passo, enquanto outras apenas dava uma leve caminhada. Continuei assim por mais duas, três horas. Quando senti que havia chegado em meu limite, quase desmaiando de cansaço, voltei para minha casa.

420

Treino de +2 pontos em Stamina.




ficha. created.
Ver perfil do usuário

9 Re: treino de atributos, astrid em 30/10/2016, 09:04

Shiroshi

avatar
Espadachim
Espadachim
Vy



If you have time to think of a beautiful end, then live beautifully until the end.
Ver perfil do usuário

10 Re: treino de atributos, astrid em 6/11/2016, 06:43

Astrid

avatar
Gennin
Gennin


Acordei soltando um grito mudo, minhãs mãos voaram para meu pescoço, o verificando. Meu corpo estava tremendo e suado, o pesadelo ainda estava vivo em minha mente.

Demorou um pouco para que eu conseguisse me acalmar, mas logo a tranquilidade do mundo real invadiu meus olhos, tirando-me de meu transe. Devia ser a terceira vez que isso ocorria nessa semana, eu ainda não tinha conseguido superar o meu passado.

Eles estavam mortos e quase toda noite revivia aquele fatídico momento. Tinha sido fraco e não havia conseguido salva-los. Conseguia me lembrar de seus rostos, eles pareciam pedir minha ajuda e eu nada pude fazer, nada se não correr.

Isso estava para mudar, hoje mesmo começaria meu treinamento. Levantei de minha cama, aprontei-me rapidamente e logo já estava indo em direção a um dos campos de treinamento da vila de Konohagakure.

O sol já havia acordado e começava a aparecer entre as árvores da vila. O local a qual eu cheguei estava vazio, ninguém tinha ousado aparecer ali. Estiquei meus braços e pernas e logo em seguida comecei a fazer alguns exercícios físicos básicos.

Estava na hora de melhorar, meu corpo ainda era fraco e mal conseguia aguentar sequer um pouco de peso, isso tinha que mudar. Faria um treinamento voltado para aumentar meus músculos, assim conseguiria ficar mais resistente e forte.

Comecei o treino fazendo abdominais e agachamentos. Não me importei em esticar meu corpo no solo sujo do lugar, isso não era nada para alguém que almejava se fortalecer. Fiz o primeiro destes, trinta vezes seguidas, o número máximo que conseguia chegar no meu estado atual.

Levantei do chão e voltei-me para os agachamentos. Comecei com vinte vezes, depois trinta e por último cinquenta. No total foram cem agachamentos e trinta abdominais, isso tinha sido o suficiente para fazer o meu corpo tremer de cansaço.

Preferi optar por um leve descanso, afinal, não gostaria de ser levado a uma exaustão que pode acabar prejudicando o meu desenvolvimento. Fui para o bar mais próximo, bebi um pouco de saquê, quantia o suficiente para que eu não ficasse bêbado, então voltei para o campo de treinamento.

Estava mais animado e disposto, talvez fosse o efeito do álcool agindo em meu corpo. Começaria fazendo algumas flexões, sendo cinquenta o total. Não demorou para que eu conseguisse fazer isso, assim voltei para os abdominais e agachamentos.

Fiz duzentos de cada, adrenalina corria por meu sangue. Estava bastante cansado e suado, mais ainda não era hora de encerrar meu treinamento.

Encontrei uma pedra de médio tamanho, ela devia pesar uns oitenta quilos. Coloquei meus braços ao redor dela e tentei a levantar do chão. Não consegui fazer isso na primeira tentativa nem na segunda e terceira.

Suspirei pesarosamente e tentei uma última vez, conseguindo então levanta-la do chão. Finalmente, meu treino parecia mostrar alguns resultados. Agora estava na hora de voltar para minha casa.

570

Treino de força, 450 palavras.




ficha. created.
Ver perfil do usuário

11 Re: treino de atributos, astrid em 6/11/2016, 10:20

Shiroshi

avatar
Espadachim
Espadachim
Vy

+1 em Força



If you have time to think of a beautiful end, then live beautifully until the end.
Ver perfil do usuário

12 Re: treino de atributos, astrid em 6/11/2016, 13:24

Astrid

avatar
Gennin
Gennin


O campo ao qual cheguei estava vazio. O que acho excelente, pois não gosto de ser observado enquanto treino. Na verdade, não gosto de ser observado em momento nenhum. Parece que estão me julgando quando fazem isso, o que odeio com todas as minhas forças.

De toda forma, como estou sozinho, comecei imediatamente o meu treino. Respirei fundo e me concentrei, o que me fez sentir o chakra circular por meu corpo. Juntei minhas mãos e aumentei o fluxo de chakra presente em mim, em seguida uma fumaça dissipou ao meu redor, vindo junta de dois bunshins meus.

Eles não demoraram para desaparecer, pelo jeito eu não tinha tanto controle de tal jutsu. Refiz o preparo, aumentei o fluxo de chakra e com os selos necessários criei mais dois bunshins, então tentei fazer que eles durassem mais tempo que os outros. Contei os segundos que eles ficaram a mais que a tentativa anterior, o que não passou de meio minuto.

Fiquei frustado com isso, como não consigo manter dois bunshins por mais de dois minutos? Eu lembro que conseguia fazer isso quando estava na treinando com meus pais.

Droga, eu realmente estou decaindo. Mas, não vou me deixar abater por causa disso, irei melhorar não importa o que tenha de fazer. Assim, pela terceira vez, refiz os passos do jutsu e criei mais duas réplicas minha. E, finalmente, mesmo depois de cinco, dez, quinze....trinta minutos, elas não se desfizeram.

Agora, eu dificultei um pouco mais o treino. Juntei novamente minhas mãos, aumentei o chakra e usei de novo o Bunshin no Jutsu. Dessa vez, ao invés de criar apenas dois clones, eu criei cinco deles. O que resultou num esforço bem maior para mante-los vivos.

Infelizmente, o tempo decaiu para a metade ao criar cinco clones. Eu só conseguia os manter durante quinze minutos, nada a mais. Isso ainda era pouco, por isso decidi que voltaria a tentar de novo.

Fiz, refiz e voltei a fazer. E, ainda assim, não consegui passar da marca dos quinze minutos. Sustentar cinco clones é muito mais difícil do que apenas dois. Assim, parei o que estava fazendo e me joguei no chão, precisava descansar.

[...]

Em meus sonhos eu flutuava, mas não no céu. Eu, na verdade, estava caindo em direção a minha morte. O chão via-se cada vez mais perto, logo estatelaria minha cara nele. Mas, no momento que isso estava para acontecer...eu acordei.

O sol brilhou intensamente, irradiando o seu calor direto em mim. Levantei grogue do chão, adormeci no campo de treinamento e nem me dei conta. Que vergonha. Mas, em compensação, recobrei um pouco de minha resistência. Tão logo voltei ao meu treinamento.

E, sim, eu consegui fazer os clones durarem mais do que quinze minutos, eles agora chegavam a passar o dobro do tempo vivos. Alcancei minha meta com o Bunshin no Jutsu, melhorando exponencialmente.

Assim, voltei para minha casa. Conquistei os meus objetivos neste dia, queria melhorar o meu ninjutsu e fiz isso. Meus clones básicos são perfeitos agora e duram muito mais tempo que antes. Talvez eles conseguissem enganar alguns olhos despercebidos.

Tomei um banho para que tirasse o suor e a sujeira de meu corpo, afinal, areia entrou por toda minha roupa ao adormecer no meio do campo de treinamento. Por fim, joguei-me em minha cama, lá voltaria a ficar mais uns dois dias até que voltasse a fazer alguma outra coisa.

570

Treino em ninjutsu.




ficha. created.
Ver perfil do usuário

13 Re: treino de atributos, astrid em 6/11/2016, 13:27

Shiroshi

avatar
Espadachim
Espadachim
Reprovado

Você atingiu o limite de seis pontos treinados. Ultrapassando é claro, pelos bônus de Outubro. Contudo, 6 pontos = 2700 palavras feitas em treinos, e você atingiu esse limite no último treino. Vide regra: http://www.narutorpgakatsuki.com.br/t48511-04-databook



If you have time to think of a beautiful end, then live beautifully until the end.
Ver perfil do usuário

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum