Naruto RPG Akatsuki
Olá visitante, registre-se em nosso fórum e venha fazer parte desde mundo mágico de Naruto, sim, seja um Ninja! Veja no vídeo abaixo os primeiros passos para fazer parte deste mundo após o seu cadastro!


Convidado


25/11/2017, 02:03
Mensagens: 0
Geral
RPG
Ficha de personagem
Rank:
Perso:
HP:
CK:
ST:

Notificações
Não há notificações
Resetar as notificações
UM TEXTO AQUI LOGO LOGO
Meta: 00,00 R$ Recebido: 00,00 R$
00%
compre Seus AGs Pelo Pag Seguro e Paypal
UPDATES!
09.09.2017 — Exatamente um mês desde o último update, estou aqui hoje para avisar que o arco RUPTURAS está oficialmente encerrado. Ao longo dos próximos dias o tópico referente a ele será devidamente atualizado. Como prometido, novos sistemas virão (já estão disponíveis para o público ver e sugerir coisas) e novos Clãs/Kekkei Genkais também, além disto, muito em breve teremos o inicio de um novo arco.
ESTAÇÕES & EVENTOS
Ano: 08
Primavera:
14/11 - 07/12
Verão: 08/12 - 30/12
Outono: 31/12 - 22/01
Inverno: 23/01 - 13/02





Últimos assuntos

» Lista & Organização de Aparência
por Yuzuki Hoje à(s) 01:42

» Teste
por Ryūjin Hoje à(s) 01:42

» Lista & Organização de Vilarejos
por Yuzuki Hoje à(s) 01:39

» Lista & Organização de Clãs
por Yuzuki Hoje à(s) 01:36

» [LISTA] Membros de Sunagakure no Sato
por Teensei Hoje à(s) 01:30

» The Lady of Puppets - Fukawa Touko
por Yuzuki Hoje à(s) 01:25

» [ RP - MUNDIAL ] O Outro Mundo
por Isabell@ Hoje à(s) 01:25

» [Quest - Fios Negros] Asakura
por Teensei Hoje à(s) 01:10

» [Reavaliações] Ayura
por Maick Hahn Hoje à(s) 01:05

» [RP - EP] A Reviravolta da Areia
por gamabuga Hoje à(s) 00:29

Procurados
Procurados RPG Akat


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

superação das desvantagens

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

1 superação das desvantagens em 7/7/2016, 09:25

Simon

avatar
Jōnin
Jōnin
Perito Armamentista — Kusarigamajutsu (2)
Tipo: Treinável.
Descrição: Alguns personagens desenvolvem ao longo de sua vida uma perícia armamentista especial, variando entre cada personagem. Geralmente limitando-se a dois estilos por cada personagem, devendo sempre selecionar entre: Bōjutsu, Kayakujutsu, Kenjutsu, Kusarigamajutsu, Kyūjutsu e Tessenjutsu.
Bonificações: Permite manusear com perfeição a arma escolhida.

As fileiras de armas se estendiam o mais longe que os olhos pudessem ver, o número de itens dentro do armário era capaz de impressionar tanto a mim quanto aos outros jovens do clã, que vez ou outra passavam por ali para treinar. Passei um tempo escolhendo a arma que seria de minha preferência, o silêncio no dojo da mansão Hyuuga me dava a calmaria para imergir na decisão e ter todo o tempo do mundo para decidir.

Claro, não era uma questão da mais complicada, eu estava ali apenas para melhorar minhas habilidades com os armamentos — se é que eu tinha alguma para começo de conversa. Minhas mãos retiraram uma corrente presa à uma foice; uma Kusarigama. Era uma arma interessante que podia ser usada para diversos fins, assim, a curiosidade levou a prática e já estava imaginando como podia manuseá-la, apesar de não saber por onde começar.

Status e afins;:
— Além de treinar o estilo escolhido, gostaria que considerassem a perda da perícia "Inabilidade Armamentista" ao se completar este treinamento. Claro, teria que ter confirmação de algum ADM, mas perguntei para um deles e disse que não havia problema em treinar a perícia, então imaginei que poderiam avaliar isto.

Umi: 220/250

Kunais: 5.
Shurikens: 5.
Kibaku Fuda: 8.
Senbon: 10.
Kemuridama: 3.
Total: 20.



Ver perfil do usuário
~ Um homem de estatura mediana adentrou o dojo onde o jovem Hyuuga estava. Se aproximou do mesmo com um olhar sereno e expressão séria. Em sua mão portava uma Kusarigama semelhante a que o jovem segurava.

_ Bom dia! Me chamo Hyuuga Shin, e assim como você me apaixonei por essa arma a primeira vez que a vi. Gostaria de aprender a manuseá-la?

Sua voz era suave e tranquila. Passava uma certa calma a quem ouvisse suas palavras. Se colocou a frente do Jovem, aguardando um pronunciamento do mesmo.

Obs: - Como você possui inabilidade armamentista, esse treinamento servirá para você desenvolver essa habilidade! Primeiro diga o que o levou a escolher uma arma e quais os propósitos com a mesma. Daremos seguimento de acordo com o que você postar.

Ver perfil do usuário

Simon

avatar
Jōnin
Jōnin
— Eek! — A súbita aparição do rapaz me assustou de maneira que eu havia feito um pequeno salto no momento em que sua voz me alcançou. Por aparência, não sabia quem era, possivelmente porque não fazia parte de meu círculo social, mas seu nome não me era estranho. Ele portava a mesma arma que a que estava em minhas mãos, e parecia experiente com a mesma; suas mãos tinham uma ligação especial com a arma, de modo que até mesmo uma pessoa inexperiente como eu era capaz de notar, fruto de um treinamento árduo, presumi.

— Ah, eu adoraria aprender. É uma arma bem versátil, digo, as correntes podem ser usadas para um monte de fins, em conjunto com a foice é uma arma que pode virar o jogo em uma batalha. Até eu que sou uma negação com armas posso ver isso. — Talvez eu estivesse discursando uma tese acadêmica, mas aquela arma realmente tinha um charme que havia me cativado dentre as outras, apesar de que eu precisava compreender pelo menos o básico de todas em geral. — Apesar de precisar melhorar com qualquer arma, a Kusarigama e o arco são as que mais me interessaram, então, por favor me ensine!

Status e afins;:
Esqueci de colocar que era pra aprender Kyujutsu também, mas não sei se pode ser no mesmo tópico então deixa pra outro tópico.

Umi: 220/250

Kunais: 5.
Shurikens: 5.
Kibaku Fuda: 8.
Senbon: 10.
Kemuridama: 3.
Total: 20.



Ver perfil do usuário
A forma como aquela jovem se portava era bastante peculiar. Uma maneira bem educada de dizer cada palavra, se preocupando em não transparecer a falta de conhecimento a respeito de algo. Era um anjo de pessoa, e Shin estava encantado com a beleza e educação da jovenzinha.

_ Primeiro de tudo, você deve conhecer a arma em questão. Claro que se apresentar antes de mais nada é essencial em um diálogo. Mas aqui está!

 Shin entregou um rolo de pergaminho para a jovem, caminhou até o lado oposto da sala, sentando-se em seguida. Fechou os olhos e como se adormecesse, aguardou que a mesma terminasse o trabalho. Pacientemente, ele esperaria.

Obs: - Agora você deve me contar o que conseguiu absorver de informação a respeito da Kusarigama em questão. Pode considerar a descrição de mais duas ou três armas diferentes além desta. Use o bom senso e me surpreenda. Vamos ver se você está apta a perder a inabilidade armamentista.

Ver perfil do usuário

Simon

avatar
Jōnin
Jōnin

Que falta de educação a minha, não me apresentando devidamente antes de começar a falar. Me desculpando por minhas ações, dei ao rapaz o meu nome e ouvi atentamente as palavras que ele tinha a dizer. Ele falava claramente as instruções básicas para se dominar qualquer tipo de tarefa; conhecer aquilo que você iria aprender. Era uma regra fundamental, pois não se podia aprender nada sem antes saber o que se queria aprender, por mais óbvio que isso soasse. Com o pergaminho em mãos, vi Shin se retirar para o fundo do dojo e sentar-se no chão polido de madeira, fechando os olhos em seguida. Suas ações eram provas de que aquela lição iria demorar mais do que se era previsto. Não era problema para mim, porém, minha expectativa nas possibilidades infinitas que o pergaminho poderia me entregar era mais forte que qualquer negligência que pudesse existir dentro de mim. Sorrindo, desenrolei a escritura e dei-lhe minha total atenção.

Felizmente, não tinha preguiça de ler. Em realidade, era um passatempo bastante agradável, fazendo questão de sempre ler algo no dia-a-dia para acalmar os ânimos antes de algum evento importante. Sentada como uma verdadeira mulher japonesa, tratei de prestar atenção a cada detalhe do pergaminho. Para começar, a teoria apresentava as necessidades físicas mínimas para se empunhar qualquer tipo de arma: destreza, atitude e disciplina. O fato de que apenas um fator físico era incorporado no aprendizado não me surpreendia, a disciplina podia ser fragmentada em vários tópicos; humildade, paciência, gentileza, educação. Características essenciais para qualquer tipo de guerreiro, a cortesia e o respeito para com o oponente era algo necessário para se atingir uma ascensão espiritual que lhe permitisse criar o foco necessário para qualquer tipo de batalha. Em resumo, era uma filosofia que pregava o uso das boas maneiras para se atingir o ápice das habilidades Apesar de tudo que fora dito estivesse praticamente escrito no pergaminho, eu compreendia com perfeição a razão por trás daquelas palavras, era algo que eu seguia a riscar desde o nascimento, afinal de contas.

A atitude descrevia justamente o significado óbvio da palavra. Apesar de divergir em inúmeros significados em  alguns pontos, a escritura ditava a necessidade da vontade de evolução, em suma, como se era necessário ter uma forte determinação para avançar no treinamento e como a preguiça iria jogar todo o potencial presente fora, novamente, meus ensinamentos provenientes do clã falavam a mesma coisa. A destreza era simplesmente as capacidades físicas de uma pessoa, claro, era algo que podia ser aprimorado por qualquer um, no caso, qualquer um que tivesse a força de vontade para tal. Todos os tópicos eram noções essenciais em qualquer tipo de arte marcial, e não passava da introdução às lições que se sucederiam.

Como era um livro sobre o básico, era ótimo para se iniciar. O pergaminho era longo, e se divida em inúmeros capítulos sobre cada arma e seu respectivo estilo de luta. Infelizmente, não poderia me aprofundar em todos os estilos e armas que haviam ali, o excesso de informação mostraria-se inefetivo, seria mais como uma parede que enferrujaria minha mente no momento em que fosse pôr em prática a teoria lida.

Dito isso, selecionei três armas que eu havia sentido uma certa afeição ao ver, considerando a seleção de armas que havia feito antes de Shin aparecer. Obviamente a Kusarigama era uma delas, seguida pelo arco e flecha e por fim a espada. Cada uma tinha sua razão, mas as que haviam mexido comigo eram as únicas que eu poderia ter um grau elevado de evolução, assim, fiz minha decisão.

Comecei pela ordem inversa, da espada para o arco e então para a Kusarigama. Com o início nas artes do Kenjutsu, pude compreender suas funções e noções básicas com cada paragrafo lido. Explicações sobre o Iaijutsu, a arte de desembainhar a espada como método de ataque e defesa. Com a inclusão de imagens, podia se notar que era um ótimo meio de se iniciar um combate; a precisão e velocidade exigidas para se adequar à técnica era algo que podia parar a maioria dos assaltos que viessem contra seu usuário. A base para as escrituras do pergaminho, pelo o que era dito no mesmo, era o Kendo, que empregava estocadas e golpes vindos de diversos lados. A postura era algo importantíssimo, pois a falta desta deixaria brechas que seriam mortais em combate real. Por exemplo, o posicionamento errado de um dos pés traria menos resistência para suportar as defesas do inimigo, o que deixaria a pessoa em questão vulnerável para contra ataques. A leitura trazia consigo um conjunto de desenhos que mostrava a maneira correta do posicionamento e a maneira de se atacar e bloquear.

O Kyuujutsu era completamente diferente, em sua maioria por utilizar uma arma de longa distância. A inexistência do combate corpo-a-corpo tornava a prática um pouco mais simples, mas nem um pouco menos complexa. Havia uma enorme divisão entre os iniciantes dos especializados, cada um seguiria um tipo de treinamento diferente para se conhecer o básico da arquearia. Iniciantes aprimorariam sua postura, aprendendo a puxar a linha do arco sem uma flecha até terem a capacidade de fazê-lo com naturalidade. A diferença entre os alvos era bastante relevante no treinamento básico, cada tipo possuía uma funcionalidade que visava melhorar o desenvolvimento do aluno. Makiwara focava na refinação da técnica do arqueiro do que acertar o alvo em si, que era a função dos outros alvos. Em resumo, a arquearia era uma arte que prezava pela paciência e concentração, que permitiam uma mira perfeita até mesmo em situações sigilosas.

Com o passar do tempo, havia chegado na Kusarigama. Como eu havia pensado, era uma arma bastante peculiar, capaz de golpes que podiam se provar mortais. A foice era usada principalmente para ataques diretos. Estocadas, golpes vindos de inúmeras direções, etc. O cabo podia ser usado para bloquear ou aparar os golpes, além de poder ser usado em conjunto com a lâmina da foice para poder agarrar a maioria das armas, deixando oponentes vulneráveis para outros ataques ou até mesmo podendo desarmá-los. A corrente era a parte mais interessante, seu uso no estilo de luta consistia em giros largos que eram usados para retirar a atenção do oponente, permitindo brechas que poderiam ser explorados por ataques diversos, até mesmo com a foice. Além disso, como fora mencionado, a corrente podia agir em conjunto com a lâmina para desarmar espadachins, de maneira que podia se enrolar na arma, impedindo um melhor manejo por parte do inimigo.

O segredo estava na manipulação das correntes, truques podiam ser usados para fazer a mão do adversário perder o aperto que tinha no cabo de suas armas. A Kusarigama funcionava como duas armas em uma, podendo atacar tanto de média distância quanto em curta distância. Imobilizar o oponente com a corrente podia se provar essencial para missões de captura e afins, além de ser uma excelente contra-medida para outros shinobis.

Assim, minha leitura continuou por horas. Queria poder assimilar o máximo de informações possíveis antes de voltar à Shin, que continuava a dormir. Meu cabelo estava enrolado em um rabo de cavalo que pendia para o lado, o que deixou a leitura bastante agradável no meio tempo.

Quando a hora de colocar em prática toda a leitura chegasse, bastaria ir até Shin e acordar o rapaz. Teria cuidado para não ser bruta, obviamente, pois não queria assustar o sensei.

Status e afins;:
Umi: 220/250

Kunais: 5.
Shurikens: 5.
Kibaku Fuda: 8.
Senbon: 10.
Kemuridama: 3.
Total: 20.



Ver perfil do usuário
Shin estava abismado com a inteligência da garota. Havi lhe entregado o pergaminho e a pedido para escolher três armas distintas entre elas, contado logicamente com a escolhida para o aprendizado. Era incrivel como ela sem perceber havia feito uma leitura exata e precisa sobre os atributos da Kusarigama, usando duas armas distintas, uma de curto e longo/médio alcance. De certa forma, o aprendizado de um estilo desencadeiaria a possibilidade de um novo.
 Ela se aproximou do mesmo sem fazer barulho ou movimentos bruscos. Ela queria acordá-lo, mas de maneira suscinta, sem causar espanto. Felizmente, Shin não estava dormindo. Apenas meditava sem perder a concentração. Quando a mesma se aproximou, o Hyuuga abriu os olhos, encarando-a de maneira tranquila. Se levantou em seguida, ainda empunhando sua arma e foi até o centro do Dojô, onde havia um pouco mais de espaço, por se tratar de uma sala ampla. Típica para treinamentos.

_ Vejo que você é dotada de uma compreensão absurda e assustadora. Dentre as armas que escolheu para saber algo mais, a Espada e o Arco se assemelham a Kusarigama em base. - Respirou profundamente, arqueando a sombrancelha. A medida que elevava o braço esquerdo, empunhando a Foice, abaixava o direito com a corrente levemente enrolada no braço, formando uma parabola de 180°. Como se segurasse uam espada, realizou alguns breves movimentos, mantendo a postura, típico dos estilos de luta utilizados na arte do Kenjutsu. _ Assim como a espada, a Foice da Kusarigama e a corrente, são uma extensão de seu braço e punhos. É como se você pudesse retirar e colocar parte do braço. A Foice serve tanto para golpear, como para defender. - Realizou um giro rápido para a esquerda, como se algo ou alguém o quisesse apunhalar pelas costas. Dessa vez, os dois braços estavam a frente do corpo, distantes pouco mais que 20 cm, a altura do tórax.

  Voltou o olhar para a parede no extremo leste da Sala. _ O arco e flecha, se assemelham em tese com a corrente, ja que  possuem um alcance maior, podendo ser usados em longas distancias. No caso da corrente da Kusarigama, médio alcance.   - Mas uma vez, realizou um movimento de afastamento e postura dos membros. Dessa vez o braço direito foi elevado lateralmente enquanto o esquerdo fora posicionado a frente do corpo, como se a foice estivesse descançando. Então começou a girar a corrente em movimentos graciosos e preciso. Como se realizasse uma espécie de malabarismo com cordas. _ A Corrente em sí, pode ser usada como distração, ou até mesmo para desarmar um oponente. Tudo depende da sua vontade, disciplina e total controle da arma. Claro que como qualquer arma, ela também pode ser usada como ataque. - Shin, girou a corrente com mais força, lançando-a em seguida na parede que observava. A força usada fora tamanha, que um pequeno buraco se abriu no local onde a arma atingiu. Shin voltou o olhar para a jovem e com um sorriso continuou. Parando a corrente junto ao corpo novamente.

_ É a sua vez. - Disse apontando para uma arma semelhante (kusarigama) que estava onde as demais armas estavam. A frente dos dois em uma espécie de balcão improvisado. _ Pegue a Kusarigama. Conheça a extensão do seu braço. Faça dela na verdade uma extensão de seu proprio corpo. Você não conseguirá fazer muito nas primeiras tentativas, mas o esforço e a paciência te ajudarão futuramente.

Obs: - Sua vez de mostrar como se sai com a Kusarigama. Usando as informações e posturas que lhe foram passadas, tente manusear a arma pela primeira vez. Claro que não vai conseguir em virtude da sua inabilidade. Mas mostre o seu melhor. E talvez você consiga!

Ver perfil do usuário

Simon

avatar
Jōnin
Jōnin
Os movimentos de Shin eram realmente dignos de um ninja. Seus braços e pernas se moviam em perfeita sincronia com a arma em mãos, a foice cortava o ar com tamanha precisão que parecia ser o próprio braço do homem. Eu mantinha total atenção aos ensinamentos, as palavras eram simples, de maneira que eu pudesse compreender com facilidade o que era dito, somado com a aula prática que estava assistindo, me sentia verdadeiramente pronta para praticar com os armamentos espalhados pelo salão.

Portanto, não tive nenhum questionamento quando me fora pedido para demonstrar o que podia fazer. Fiquei um pouco aliviada com Shin não esperar tudo de mim, era mais fácil se concentrar quando não gritavam com você. Fui até a bancada e peguei a Kusarigama que repousava ao lado de inúmeras armas, seu cabo era feito de madeira e a lâmina estava devidamente afiada. A corrente tinha um brilho metálico, o que mostrava que havia sido polida pouco tempo antes, era impressionante como o pessoal daquela casa gostava de manter suas armas em boas condições. De qualquer forma, era hora de começar, não queria deixar o homem que havia dado grande parte de seu tempo para me treinar esperando.

Respirei fundo, minha mão agarrava o cabo da foice como se minha vida dependesse desta. A corrente estava na mão direita, da mesma maneira que o sensei estava. Em questão da mão dominante, não era problema, a ambidestria me permitiria manusear com perfeição independente de que mão escolhesse, o problema real era a habilidade. Comecei a balançar a foice para os lados como se atacasse um fantasma, imitando os movimentos que havia visto. Estava tentando colocar as informações do pergaminho em prática ao imaginar alguém com uma espada bloqueando meus golpes e contra-atacando, o que me fazia assumir uma postura defensiva, como se estivesse aparando um golpe lateral ou vindo de cima. Mesmo assim, eu podia notar que faltava alguma coisa, a cada golpe imaginário que era desferido ou bloqueado duas coisas davam errado. Primeiro: meu pé se distanciava da posição ideal, o que deixava a postura completamente errada. Segundo: o golpe que era dado era impreciso e apenas atrapalharia do que ajudaria.

A razão por causa disto era que havia uma maior dificuldade em assimilar a arma como uma extensão do meu corpo, o que fazia com que cometesse inúmeros erros ao manuseá-las. Era algo natural para mim utilizar as mãos como armas, o que ocultava o potencial que poderia ter com o Bukijutsu, mas ao ver a utilidade que a Kusarigama e várias outras armas tinham, eu não pude ignorar minha vontade de treiná-las. Continuei a praticar, vez ou outra utilizando a corrente para me adaptar com esta, imaginando o estilo de luta das outras armas projetado na Kusarigama.


Status e afins;:
Umi: 220/250

Kunais: 5.
Shurikens: 5.
Kibaku Fuda: 8.
Senbon: 10.
Kemuridama: 3.
Total: 20.



Ver perfil do usuário
- Era inacreditavel a força de vontade da garotinha. Digna de aplausos, se Shin fosse um zombeteiro qualquer. Ele apenas se limitava a lhe dizer palavras agradáveis quando a mesma acertava um movimento. Era visivel sua falta de habilidade com a arma. Sua postura e movimentação. Era como um Cego atirando em um tiroteio. Mas nada que paciência e dedicação não resolvessem.
 Shin se aproximou da Garota, sem sua Kusarigama e a pediu que o fizesse o mesmo. _ Coloque sua arma de lado por hora.
  Ao lado da garota, iniciou uma especie de balet. _ Imagine que a arma está em suas mãos, mesmo elas estando vazias. Feche os seus olhos e sinta o seu braço. E simples. A medida que um se distanciar do corpo, o outro se aproxima. O pé equivalente será o oposto da mão dominante. Se eu mover a foice com a mão direita, minha base será meu pé esquerdo. Se o fizer com a mão direita, meu pé esquerdo será minha base e meu equilibrio. Shin, ficou a frente da Garota. Suas mãos tocavam as dela, guiando cada movimento. Lembrando sempre de dizer qual o pé deveria ser usado para se equilibrar e evitar sair da postura adequada.

Obs: - Shin está ajudando você a dominar primeiro a postura para depois ensinar a empunhar a arma em questão. Narre como foi o aprendizado da postura. Seja o mais coerente e precisa possível.

Ver perfil do usuário

Simon

avatar
Jōnin
Jōnin
Pelo visto, eu não estava seguindo na direção correta. Tudo que podia fazer era dar toda a minha atenção aos ensinamentos de Shin, que agora estava...dançando? Ele ia de um lado para o outro, explicando como manter a postura de maneira eficiente. Cada palavra que ele dizia era respondida com a ação que era requisitada. Não compreendi de primeira, mas com o passar do tempo as coisas iam ficando mais claras. Fechei os olhos, sem nada em minha visão, estava livre para imaginar o que quisesse, de modo que mesmo vazias, minhas mãos agora estavam preenchidas pela presença da arma que queria manusear. Respirei fundo, não precisava ser apressada, cedo ou tarde minhas mãos iriam pegar o jeito da coisa.

Levei minhas mãos para cima e para baixo, como se estivesse me aquecendo, o silêncio corriqueiro tornava as coisas muito mais fáceis. Eu era capaz de sentir até mesmo as vibrações que meu braço causava no ar, se é que era possível. A medida que ia me acostumando com os movimentos, ia adiante e movia as pernas lentamente como Shin instruía. Esquerda, direita. A partir dos passos, mudava o ritmo das mãos, alternando entre os membros opostos, como se estivesse dançando. Agora sim aquela dança fazia sentido. Aquele jogo continuou por mais alguns minutos, de acordo com o homem, era necessário estar completamente imersa no treinamento para poder dominá-lo com perfeição.

Com o tempo, eu não precisava mais de instruções para saber o que fazer, meus movimentos eram suaves e praticamente não havia erros, a única coisa que precisava trabalhar era a destreza. Assim, pensei em avisá-lo, mas havia um problema. Estava tão concentrada que não havia notado as mãos de Shin sob as minhas. Ao abrir os olhos, minha postura que havia sido amplamente trabalhada se perdeu para dar lugar à uma garota com o rosto vermelho de vergonha. Eu não podia evitar! Aquilo era vergonhoso!

Status e afins;:
Umi: 220/250

Kunais: 5.
Shurikens: 5.
Kibaku Fuda: 8.
Senbon: 10.
Kemuridama: 3.
Total: 20.



Ver perfil do usuário
- Ela estava pegando o jeito da coisa. A concentração era o primeiro atributo que a jovem precisava trabalhar, sem esse devido atributo manusear uma arma poderia se tornar algo catastrófico. Ao se desequilibrar, Shin a pegou pelos braços após a mesma perder o equilibrio. Com serenidade, a soltou em seguida. _ Me desculpe. Mas acho que é hora de passarmos para o segundo estágio do seu treinamento. Empunhe a Kusarigama, se prepare.
  Shin realizou alguns selos, criando uma barreira de bonecos de batalhas cheios de balões, apenas as juntas e dobras eram visiveis, as demais partes do corpo eram totalmente rodeadas por balões. Shin pousou seu olhar na Jovem que agora estava rodeada por eles. _ Visualize o espaço. Feche seus olhos, demarque o perímetro. Ataque! Sem estourar nenhum balão.
 Coçou a cabeça, sentando no chão em seguida. _Você tem quinze minutos Comece!

Obs: - Nada melhor que um pouco de diversão para abrilhantar o treinamento. Foque nos pontos visíveis e claro, tente não estourar nenhum balão. Leve em consideração suas qualidades na ficha e seus defeitos também. Vamos ver como se sai.

Ver perfil do usuário

Simon

avatar
Jōnin
Jōnin
— Acho que é melhor eu praticar um pouco antes, mas eu vou terminar antes dos quinze minutos! — Por mais bobo que soasse, eu ainda não tinha plena confiança em minhas habilidades com a foice. Apesar de já poder brandir praticamente qualquer arma que lembrasse uma arma de corte, a perfeição não seria alcançada em tão pouco tempo assim, saber seus limites também era uma virtude da paciência, eu acho. Bem, era algo que os professores costumavam dizer, então talvez eu apenas estivesse repetindo o que eles falavam. De qualquer forma, me retirei para o fundo do salão e comecei a refinar tudo que havia aprendido até então.

Desde os golpes até as estratégias, tudo estava mil vezes mais fácil para mim. Como eu havia pensado, tudo que restava era aprimorar a destreza dos movimentos, tornar-se uma com a arma. Como antes, o foco do treinamento era um espadachim imaginário que precisava ser derrotado. Porém, diferente de antes, minha postura não pecava em nenhuma parte, os pés estavam sempre no lugar correto, os ataques e os bloqueios eram suaves de maneira que não havia preocupação quanto a maneira que eram desferidos e, sobretudo, as armas agiam como extensões de meus braços, ao contrário de antes.

Assim, depois de alguns minutos, não restavam mais dúvidas. "Certo". Murmurando para mim mesma, retornei até onde Shin estava, determinada a passar em seu teste. Com a aparição dos bonecos, a postura que assumi mostrava a seriedade quanto a vencê-los. Na mão esquerda estava a foice, enquanto que na direita, a corrente. Duas armas que formavam uma única composição. Uma longa serpente que possuía uma garra mortífera na ponta de sua cauda. Esse era o conceito daquela arma. Apesar de ter aprendido como manusear espadas e arcos, aquela era a arma que havia me cativado, e era hora de mostrar o que eu sabia. E pensar que havia entrado em um consenso com a realidade em apenas cinco minutos, hihi!

Talvez o tempo estivesse mais lento, mas não demorou muito para terminar o desafio. A resolução consistiu praticamente da corrente voando pelo ar com uma precisão assustadora. Digo, era embaraçoso, mas a minha inabilidade não fazia muito sentido agora. A maneira com que a arma funcionava e todas as opções que ela dava, era como lutar de mãos vazias, só que seus braços eram longos e atacavam com muito mais pressão sobre o inimigo. De fato, a cada vez que a corrente voava para um boneco, a minha atenção se voltava para outro que estava mais perto, acertando a foice momentos depois de confirmar a destruição do primeiro. A necessidade de atenção à todo o campo de batalha, a precisão dos golpes desferidos, a agilidade em combinar ambos, era tudo proveniente da minha maestria do Punho Gentil. Talvez não fosse tão difícil quanto eu havia pensando no começo.

Por fim, com todos os bonecos pelo menos danificados em alguma parte do corpo, voltei meu olhar para o homem que se sentou novamente no chão, como de manhã. — Então, como eu fui? — Um sorriso demarcava a felicidade em poder fazer tanto em tão pouco tempo.

Status e afins;:
Umi: 220/250

Kunais: 5.
Shurikens: 5.
Kibaku Fuda: 8.
Senbon: 10.
Kemuridama: 3.
Total: 20.



Ver perfil do usuário
- Por fim, algo digno veio da garota. Sua habilidade havia melhorado bastante em poucas horas de treino. Shin se levantou, parabenizando-a. Foi até sua Kusarigama, pegando-a em seguida._Vejamos o quanto sua habilidade melhorou. Defenda-se!
 Começou a girar a arma, realizando o primeiro movimento ofensivo.

Obs: - Farei três ataques intercalados coma ponta da corrente. Ambos frontalmente, tentarei seus reflexos em conjunto coma Kusarigama. Logo após, um ultimo ataque frontal, dessa vez lançando a foice segura pela corrente. Defenda-se.

Ver perfil do usuário

Simon

avatar
Jōnin
Jōnin
Finalmente havíamos chegado na etapa do combate. Tudo foi construído para aquele momento, e as palavras do adulto me deixaram um pouco mais ansiosa, demonstrar as evoluções de suas habilidades era algo prazeroso, no mínimo. Bem, era o que eu achava, pelo menos. Meus olhos se focaram no ambiente, que como antes era silencioso como uma biblioteca, logo, o único som que podia se ouvir era o ruído das correntes. Em comparação ao sensei, que possuía um círculo muito mais abrangente que o meu, a minha arma mantinha-se na defensiva, ou melhor, eu me mantinha na defensiva. Era uma estratégia de batalha que eu costumava sempre fazer em treinamentos; aguardar os ataques do oponente para contra-atacar da melhor maneira.

Com a corrente inimiga avançando igual um serpente, respondi à altura lançando a minha própria arma em encontro com o adversário. As duas correntes se entrelaçaram, mas a minha possuía uma vantagem considerável por estar limitada apenas na ponta, no caso, ainda era possível manipulá-la. O primeiro ataque fora simplesmente simples, talvez ele estivesse apenas brincando, ou será que havia uma razão escondida para tal? Independente, minha mão se moveu instintivamente no momento em que a foice veio para cima de mim, aparando-a com a minha própria arma, da mesma maneira de antes. Pelo rumo que a "luta" havia tomado, meu braço balançou a corrente, de maneira que tentaria desarmar Shin e lançar sua arma longe. As ações ocorreram no mínimo tempo possível. Era uma mentalidade que havia desenvolvido em batalha, aprimorada pelo meu corpo.

Por fim, mandei um olhar de dúvida. Não sabia se havia sido satisfatório ou não, mas fiquei ansiosa pelos resultados.

Status e afins;:
— Parei o primeiro golpe com a minha própria corrente, de maneira que não poderá haver os próximos. Com a foice bloqueada, puxei a minha arma para trás de modo que a lançaria longe para desarmar o NPC.

Umi: 220/250

Kunais: 5.
Shurikens: 5.
Kibaku Fuda: 8.
Senbon: 10.
Kemuridama: 3.
Total: 20.



Ver perfil do usuário
-Shin apenas sorriu para a mesma _Acabamos por aqui. Você foi muito bem! Me desarmar dessa maneira, não imaginei que seria tão boa a esse ponto. Claro que não usei a força que usaria habitualmente em batalhas, mas você foi estupenda. Parabéns!
 Guardou a arma em seguida.
Obs: - Aprovado. Habilidade - Perito Armamentista - adiquirida.

Ver perfil do usuário

Conteúdo patrocinado


Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum