Os Imortais
Okina conseguiu destruir Sunagakure, tornando o vilarejo um só com as suas origens, as areias profundas do deserto. O mesmo aconteceu em Kirigakure no Sato, onde a entidade afundou a vila no oceano que o cercava. Porém, ao tentar acabar com Konoha, a inimiga da humanidade falhou sendo impedida pelos novos salvadores do mundo. Abençoados por Hagoromo, os ninjas Mako e Mordred conseguiram selar a adversária criando uma segunda lua pairando sobre o planeta. Passadas algumas semanas, uma seita antiga se reuniu procurando o local onde poderiam ressuscitar Jashin, um deus antigo. Liderados por uma mulher capaz de ouvir a voz do deus, os seguidores subiram a Cordilheira dos Deuses e encontraram uma rocha cheia de selamentos frágeis e acabaram assim liberando um novo inimigo que se diz ter muitos nomes: Kami-sama, Jashin-sama e Shaka-sama. A nova divindade absorveu os poderes da lua onde Okina foi selada e transformou-se totalmente, porém, uma quantidade estranha de chakra vazou e espalhou-se no planeta inteiro.O novo inimigo da humanidade marcou três vilarejos: Konoha, Iwa e Kumo. Mas quais são seus verdadeiros planos? E quem é a pessoa que despertou depois de muitos anos?
.
.
.
.
.
Últimos assuntos
» [Flare - Rank B] A Arte é Magnífica
Hoje à(s) 07:32 por Olsen

» [Sugestão] Clã Kurama
Hoje à(s) 07:20 por Zarmo

» [M. F] Utaka
Hoje à(s) 07:11 por Zarmo

» Lista & Organização de Habilidades Especiais
Hoje à(s) 05:49 por Oda

» [SOLO] O Inferno Espiral
Hoje à(s) 05:48 por Oda

» [BAR] Elizabeth's Bar
Hoje à(s) 05:38 por Yamiko

» 2) Modificações de Ranks
Hoje à(s) 05:32 por Oda

» [M.F] Hidey Uzumaki
Hoje à(s) 05:27 por Oda

» Oscar Semetral Naruto RPG Akatsuki 2018
Hoje à(s) 05:13 por GodNaru

» [RP - Crônica] Libertação - Hidey
Hoje à(s) 05:09 por Tenshin


Convidado


20/7/2018, 07:46
Mensagens: 0
Geral
RPG
Ficha de personagem
Rank:
Perso:
HP:
CK:
ST:

Notificações
Não há notificações
Resetar as notificações

<

/t/ Perícia em Shurikenjutsu

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

/t/ Perícia em Shurikenjutsu - em 25/4/2016, 07:13



Erguer da cama neste dia foi uma luta incessante. A missão de outrora roubou-me até a última de minhas forças, mas, precisava treinar, pois seu resultado mostrou-me o quão fraco e ingênuo sou.

Algo que sempre gostei foram as habilidades com shurikens e lâminas. E por tanto, dedicarei-me hoje e quantos dias forem necessários para masterizar a uma das artes principais de um shinobi.

Era uma área de treino, uma das poucas da vila. Árvores nessa região eram raras, mas serviam como alvos. Estava tudo pronto. Aparentemente não havia ninguém ali além de mim. Ou estava errado?

Considerações e afins:
Treino para adquirir a qualidade Perícia em Shurikenjutsu.

Perícia em Shurikenjutsu (1)
Tipo: Treinável.
Descrição: Alguns shinobis treinam exaustivamente e conseguem manusear suas armas básicas com perfeição, criando movimentos únicos.
Bonificações: Pode-se lançar armas com 5m adicionais e criar manobras.
(1x) Bolsa Comum [0]
(5x) Kunai [5]
(5x) Shuriken [5]
(20m) Fios de Aço/Arame [4]
(1x) Makimono [1]
(1x) Hikaridama [1]
(2x) Kibaku Fuda [1]
(2x) Kemuridama [2]
(5x) Makibishi [1]
Espaço total [20/20]
Kurisu: HP: 400 l CH: 400
Convidado
avatar
Convidado
Convidado
Re: /t/ Perícia em Shurikenjutsu - em 25/4/2016, 08:49



Shurikenjutsu

Nem todo mundo era tão habilidoso em suas ferramentas ninjas que Chugaki, um dos melhores ninjas na arte do manuseio de armas cortantes ninjas, ele era, como de costume para esse gênero de pessoa, um ninja um tanto quanto extravagante e, se destacava com facilidade entre os mais notórios ninjas. vestia uma capa rosa com flores que cortavam um tecido, suas calças no entanto era quase de um verde fluorescente e transformava tudo o que era natural em um bolo de coisas amorfas, subjugando apenas pela aparência qualquer ninja até então.

Em uma de suas caminhadas pelo campo de treinamento, que ele gostava de chamar de campo dos solitários, ele viu um garoto treinando o lançamento e o manuseio de armas como kunais e shirikens, porém percebeu que o garoto parecia relutar, como se estivesse a espera de alguém. Ele vai até o menino e diz:

Não é assim que se faz. Veja

E começou a demostrar como se lançava shurikens, como se manobravam elas, e, além disso, ensinou o manuseio de kunais e como realizar qualquer tipo de movimento com elas. Depois de terminado o homem vira para o garoto, até então ele não havia fixado o seus olhos no gennin, e fala, como se ordenasse:

Agora é a sua vez, faça!




Considerações: Narre como absorveu o conhecimento, a sua reação ao ver o homem, e o aprendizado da técnica. (Seja criativo)


eric.










Pontos de Perícia:  1
avatar
Re: /t/ Perícia em Shurikenjutsu - em 25/4/2016, 16:38



A aproximação repentina instintivamente paralisava o meu corpo, e por mais que eu quisesse me mover para longe dali, eu não conseguia. O homem desconhecido emanava uma aura hostil, ou pelo menos, eu a via assim. Nossos olhos se encontraram durante todo o tempo em que ele andou até mim, e fitando seus olhos, imaginei um milhão de coisas.

"Não é assim que se faz. Veja." ele disse. Enquanto perdido em minhas dúvidas, o homem tomou postura e mostrou-se um ser cinco, talvez dez anos mais experiente que eu. Assim que ele pegou a primeira Shuriken de sua bolsa, meus olhos acompanharam-o fielmente. Não perdi uma dobra de seus dedos sequer, afinal, como poderia recusar a chance de observar tais habilidades? Antes dele mesmo começar, eu já tinha grandes expectativas no que eu iria assistir.

A arma laminada deslizou de seus dedos e, com uma dança envolvente, desviou de galhos e troncos até atingir os alvos, em um ponto cego, na árvore mais distante dali. Tudo necessitou de força e habilidade, e mais do que isso, experiência. Aquele homem treinou isso por muito mais tempo do que jamais pude imaginar. A curvatura da arma, a precisão, e por fim, o resultado.

As facas ninjas, as Kunais, não tinham tanto poder rotativo ou cortante que as Shurikens, todavia, tinham outros usos além de projéteis. Ali e agora eu não esperava ver nada além de simples arremessos, por isso me distraí. Erro meu, porque aquele cara era um monstro e me provou isso.

Quatro Kunais surgiram das divisórias de seus dedos, como se fosse mágica. A minha boca semiaberta quis perguntá-lo, eu quis saber, mas não o fiz, estava totalmente admirado observando com frieza. Alterando a velocidade de cada arremesso, ele designava cada trajetória lançando uma arma na outras O ricocheteio fazia com que as lâminas contornassem os obstáculos - árvores, galhos - e tomassem rumos que outrora pensei serem impossíveis, por fim, atingindo os alvos, em pontos cegos. Até mesmo um alvo atrás da rocha fora acertado, e eu tive de correr até lá com tudo o que pude para me concretizar de que aquilo era real. E mesmo eu estando admirado, eu sabia que eu não poderia fazer aquilo em uma só tentativa, ou melhor, aquilo me desmotivava.

"Agora é a sua vez, faça!" não agiu como um professor ou muito menos disso algo para me inspirar. E isso era exatamente o que eu precisava. Ninguém além de mim poderia fazer aquilo acontecer. E não seriam palavras que mudariam o trajeto daquelas Kunais, e sim eu, apenas eu.

De começo saquei três das cinco lâminas que eu tinha. Lancei duas avançadas e usei a terceira para tentar acertar a mais atrasada; minha intenção era fazer com que a atrasada, se acertada pela terceira arma, alterasse seu destino, colidindo com o cabo da outra e consequentemente alterando as duas direções, mirando nos alvos laterais. A última iria no alvo em linha reta, já que todas foram lançadas da mesma forma. No final, não passou de uma batalha de lâminas. O barulho das armas se colidiram era igual, mas o resultado foi somente lâminas caídas no chão fofo do local. Nenhum alvo foi atingindo. Talvez se eu treinasse primeiro o arremesso preciso e deixasse a troca de trajetória para depois eu obtivesse um resultado melhor.

Puxei e joguei. E repeti o processo por longos minutos. Toda hora ia e voltava. O pouco estoque de lâminas me obrigava a buscá-las sempre após o arremesso. Objetivei meu treino simplesmente por mirar no centro mais preciso dos alvos. E após várias tentativas fracassadas, eu finalmente consegui. Respirei profundo, não surtei ou gritei, o sucesso era inevitável; apenas uma consequência do meu esforço.

Em seguida treinei a curvatura e alternância dos trajetos. Não ousei pedir que o professor me mostrasse de novo como se fazia, e por isso usei o meu cérebro para relembrar os instantes passados. As armas finalmente pareciam responder a minha vontade, chocando-se umas com as outras mas ainda não acertavam os alvos. Os galhos eram perfurados, mas não os alvos. Aceitei o resultado como um sucesso, afinal, nenhuma das cinco chegou a cair no solo. E só bastou mais duas ou três tentativas persistentes para que eu conseguisse fazê-las contornar pedras, árvores e atingir alvos em pontos cegos, assim como o homem. Não era nada perfeito, mas em um dia de treinamento eu conseguia evoluir mais do que eu mesmo esperava. Determinado e pessimista. Uzumaki Kurisu.

Considerações e afins:

(1x) Bolsa Comum [0]
(5x) Kunai [5]
(5x) Shuriken [5]
(20m) Fios de Aço/Arame [4]
(1x) Makimono [1]
(1x) Hikaridama [1]
(2x) Kibaku Fuda [1]
(2x) Kemuridama [2]
(5x) Makibishi [1]
Espaço total [20/20]
Kurisu: HP: 400 l CH: 400
Convidado
avatar
Convidado
Convidado
Re: /t/ Perícia em Shurikenjutsu - em 25/4/2016, 19:06

TREINAMENTO APROVADO
avatar

Conteúdo patrocinado
Conteúdo patrocinado

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

resposta rápida

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum